Projetos de extensão aprovados pelo Edital do PAE - Programa de Ações Extensionistas para 2016:

Coordenação: MARCIA HELENA ALVIM

Resumo: Atualmente os conhecimentos científicos, tecnológicos, sociais e ambientais, encontram-se intimamente ligados e desta forma a interdisciplinaridade torna-se fundamental no contexto educacional que privilegia a formação de cidadãos capazes de compreender os avanços tecnológicos e científicos de forma crítica, permitindo não somente a compreensão do fenômeno e seus aspectos conceituais, mas também, possibilitando estabelecer relações da construção do pensamento científico com sua natureza social, política e ambiental, este é um papel fundamental da inserção da História das Ciências (HC) na formação de professores. Várias pesquisas realizadas no país já apontaram que a HC possui um espaço bastante limitado nos currículos de formação inicial, destacando que os mesmos não preparam o futuro professor para enfrentar a dimensão tecnológica em sala de aula. No entanto os PCNEM indicam que o ensino escolar deve formar cidadãos críticos promovendo um maior nível de sensibilização quanto às intera.

Coordenação: HARKI TANAKA

Resumo: Atualmente, existem diversos sistemas já disponibilizados pelo Ministério da Saúde para auxiliar na gestão dos recursos desta área, mas eles operam de maneira independente, dificultando uma gestão integrada. O objetivo do presente projeto é justamente auxiliar a prefeitura de Mauá na integração de alguns desses sistemas, visando uma otimização na gestão dos recursos da pasta. O sistema de saúde da cidade de Mauá tem sido aprimorado ao longo dos últimos anos, e os resultados têm sido bastante positivos. Um dos principais fatores desse sucesso foi uma ampla reforma administrativa, que buscou diminuir a fragmentação que a rede apresentava. Isso, no entanto, ainda não foi capaz de integrar completamente os diferentes estabelecimentos assistenciais de saúde, e o acompanhamento da situação de cada paciente ao longo da rede municipal ainda é um desafio. O presente projeto se insere justamente nesse contexto, buscando auxiliar na integração de algumas bases de dados e assim contribuir para uma melhor eficiência do sistema municipal de saúde.

Coordenação: SILVIA CRISTINA DOTTA

Resumo: O conhecimento sobre o continente antártico e suas influências no meio ambiente brasileiro é pouco trabalhado no currículo mínimo obrigatório para o ensino básico no Brasil. Dessa forma, professores de ciências naturais têm pouca ou nenhuma informação e, consequentemente, nenhum material para trabalhar em sala de aula, além de não estarem devidamente preparados e munidos metodologicamente para abordar o tema. Neste projeto desenvolveremos um curso a distância para professores do ensino básico com o intuito de capacitá-los a trabalhar os temas antárticos: espaço físico, geografia, clima, histórico de descobrimento, biologia e a importância da Antártica para o planeta. O curso oferecerá uma oportunidade para fortalecer o conhecimento da sociedade sobre a importância da pesquisa Antártica e sobre a relevância desse continente para o Brasil e o Planeta, em uma perspectiva de construção de uma consciência ambiental local e global.

Coordenação: CLÁUDIA CELESTE CELESTINO DE PAULA SANTOS

Resumo: O ASTROEM é um Projeto de Extensão financiado pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do ABC (ProEC-UFABC) e encontra-se em exercício desde 2013, atuando em cidades do ABC. Alguns dos resultados obtidos foram: a mobilização espontânea de 127 alunos e seus professores (de uma única escola integrada ao projeto) na estruturação de novas atividades, a ampliação das ações do projeto original também para o ensino fundamental e o interesse de outras escolas e ONGs pelo projeto.  Dessa forma, objetiva-se, agora, por meio de um conjunto de atividades interdisciplinares, diretamente relacionadas à popularização da ciência e tecnologia, evidenciar as tecnologias provenientes do setor aeroespacial, capacitando alunos a identificá-las e relacioná-las com o seu dia a dia. Por fim, pretende-se que todas as ações do ASTROEM tenham impacto nas iniciativas de divulgação científica, em novas estratégias de ensino e aprendizagem e no interesse dos alunos pelas carreiras científicas.

Coordenação: MARIA TERESA CARTHERY GOULART

Resumo: Esta proposta consiste em uma continuidade do projeto "ATIVAMENTE" UFABC"  que, desde o segundo semestre de 2014 e com o apoio da PROEC vem promovendo oficinas de treino cognitivo idosos da região do ABC.

Até final de 2015 o projeto terá atendido aproximadamente 130 idosos (até o momento 60 já fizeram as oficinas e outros 70 participarão das oficinas e de um curso para formação de agentes multiplicadores em outubro e novembro de 2015). O projeto estava dimensionado para 60 participantes em 2015, mas pudemos ampliar a oferta devido à inclusão de dois bolsistas adicionais no aporte de bolsas de julho/2015).  O projeto gera grande interesse da comunidade e sempre temos mais demanda do que vagas. Os participantes conhecem a proposta a partir de divulgação nos Centros de Referência do Idoso de Santo André (CRISA) e de SBC (CRI).

Em 2016, pretendemos ampliar a oferta ao público incluindo os indivíduos que ficaram em lista de espera, bem como realizar uma segunda edição do"Curso de Difusão em Memória e Envelhecimento" voltado para a formação de agentes multiplicadores ( oficinistas que atuam na região do grande ABC e que gostariam de aprofundar seus conhecimentos sobre o tema). Os objetivos do projeto " AtivAmente -UFABC " são:

(1) Realizar programas de treino cognitivo, dirigidos à população idosa sem declínio cognitivo patológico a fim de otimizar  seu funcionamento cognitivo, enfocando a melhora da memória, atenção e velocidade de processamento de informações;

(2) Promover o acesso da população  idosa ao câmpus da UFABC, divulgando o conhecimento científico sobre Neurociência e Cognição a esta população;

(3) Propiciar a intergeracionalidade entre idosos e estudantes;

(4) Promover a aplicação prática de conhecimentos adquiridos em disciplinas do Bacharelado em Neurociência  e Cognição e dos cursos associados ao Bacharelado em Ciência e Tecnologia (BCT)  e ao Bacharelado em Ciência e Humanidades (BCH), favorecendo o processo de formação dos estudantes.

Serão oferecidas duas oficinas ao longo do ano,  com duração aproximada de dois meses cada. Cada oficina contará com oito encontros, sendo esses realizados semanalmente e com duração de 90 minutos. Serão realizadas atividades educativas e de divulgação científica, incluindo palestras sobre cognição e envelhecimento saudável, bem como exercícios práticos visando conscientização e aprendizado de estratégias para facilitar a atenção visual, auditiva e visuo-espacial; funções executivas; memória e velocidade de processamento de informações.

Os encontros serão acompanhados pelos docentes e estudantes de pós-graduação em Neurociência e Cognição e preparados pela equipe de estudantes de graduação e pós-graduação, a fim de incentivar o raciocínio crítico e a autonomia no processo de busca por conhecimentos. Os participantes idosos responderão a questionários e testes cognitivos pré e pós-intervenção a fim de levantar o impacto objetivo e subjetivo do programa e de favorecer a reflexão sobre os aspectos trabalhados. Os estudantes serão convidados a avaliar as ações, destacando possíveis contribuições para o conhecimento teórico-prático adquirido. As oficinas, por sua vez, gerarão dados sobre a plasticidade cognitiva de idosos e os processos que a subsidiam. Os alunos contribuirão com o desenvolvimento de atividades e aulas para as oficinas e curso de difusão.  

Coordenação: ANA MARIA DIETRICH

Resumo: Este projeto visa dar continuidade ao projeto atuante desde de 2011 que tem como objetivo principal realizar oficinas de educação ambiental por meio das técnicas da contação de histórias, uso da música e de jogos didáticos. O projeto prevê atuação na comunidade externa  tendo como atividades três diferentes núcleos:

1.  Contação de histórias

2. Percussão com instrumentos recicláveis

3. Jogos didáticos.

Pretende atender instituições de caráter social como creches e orfanatos atendendo um público previsto de 2000 crianças entre 5 a 13 anos nas cidades do ABC Paulista. O segundo maior objetivo do projeto é sensibilizar os discentes da UFABC para o trabalho e envolvimento com a comunidade, principalmente os grupos e movimentos sociais em situação de carência. Entende-se como missão da universidade a extensão e por isso vemos que tais práticas e contatos com os grupos humanizarão tais discentes principalmente no quesito de lidar com a diferença social e intergeracional.

Coordenação: PAULO DE ÁVILA JUNIOR

Resumo: A ingestão energética por adolescentes de ambos os sexos pode ultrapassar os limites diários recomendados, a qual nem sempre é acompanhada pela ideal ingestão de macronutrientes e micronutrientes, podendo resultar em diversos fatores de risco à saúde e obesidade. Considerando-se o currículo escolar, é possível explorar diversos dos conteúdos relativos tanto ao ensino de ciências como aqueles relacionados ao ensino de química aplicados em contextos alimentares e, com isso, estimular a interdisciplinaridade e a motivação dos alunos pela aprendizagem de química e de ciências. Almeja-se, através da realização de cursos de extensão, proporcionar aprimoramentos na compreensão de conceitos químicos, na promoção da saúde e do exercício da cidadania, assim como identificar as concepções sobre ciência e atividade científica dos participantes, valorizando-se a relação entre ensino de química, educação alimentar e a familiarização com a educação científica.

Coordenação: NATALIA PIRANI GHILARDI LOPES

Resumo: O ensino de ciências na educação básica muitas vezes é restrito à memorização de termos e muitas vezes os alunos não ganham a compreensão do “fazer’ científico. Além disso, cidadãos comuns podem colaborar na coleta de dados científicos relevantes, auxiliando pesquisadores a responder questões científicas e subsidiando tomadas de decisão.

A presente proposta de extensão tem como objetivos:

1) a formação continuada de professores de ciências; ]

2) a inserção da ciência cidadã em suas práticas escolares;

3) a aplicação de protocolos científicos pelos professores junto aos seus alunos nas escolas;

4) a utilização destes dados para auxiliar na resposta a três questões: a) Quais os serviços ecossistêmicos prestados pelas árvores urbanas no município de Santo André?; b) Qual a relação entre a diversidade de árvores e a diversidade de aves na cidade de Santo André? e c) Qual a distribuição do lixo e seus tipos na cidade?

Coordenação: IGOR FUSER

Resumo: Estudo de temas da história global do século XX por meio da projeção de filmes acompanhada de palestras de especialistas e debate com o público (Ciclo de Cinema UFABC). Em cada sessão, será projetado um filme (documentário ou ficção) relacionado com um dos temas do programa. Os convidados -- professores universário de reconhecida qualificação na respectiva área temática -- participarão do evento em bases voluntárias. As sessões terão a duração média de 3 horas.

Coordenação: EVONIR ALBRECHT

Resumo: O ensino de Astronomia raramente acontece nas escolas. A falta de formação pedagógica específica pode ser um dos fatores que dificulta a ação docente (LEITE, 2006; BRETONES, 2006). Sabendo que as Propostas Curriculares e os livros didáticos são os principais documentos e materiais que norteiam a educação nos estados e municípios. Tais documentos possuem a função de orientar os professores no momento do planejamento do currículo escolar. Pautado nesta premissa, este Projeto de Extensão visa oferecer aos Professores da Educação Básica embasamente teórico e Metodológico para o Ensino e divulgação dos conteúdos de Astronomia na Educação Básica,inserindo-se na sua formação continuada com o intuito de facilitar a inserção desta temática na prática em sala de aula. Outrossim, este projeto ressalta e contempla a importância de parcerias entre instituições que atuam em programas de formação, como, a UFABC, Sabina Escola Parque do Conhecimento e Planetário Johannes Kepler.

Coordenação: MÁRIO MINAMI

Resumo: O Curso de Arduíno para Projetos Pedagógicos visa a dar continuidade a atividades de Extensão apoiadas pela ProEC, desde 2014, quando realizamos o Projeto "Professores que Fazem a Diferença", com a Diretoria de Ensino Sul-1 de São Paulo, e em 2015 o curso "Digitalização de Objetos de Aprendizagem" com a Diretoria de Ensino de Santo André. A ideia desde novo curso visa estreitar mais a relação com a Diretoria de Ensino de Santo André e alguns professores de cursos de Engenharia de Informação e IAR da UFABC. Como o Arduíno é um tipo de tecnologia bem conhecido pelos professores da UFABC envolvidos, e tendo o pessoal do Núcleo Pedagógico da Diretoria de Santo André nos explicado da dificuldade de utilização de kits com essa tecnologia para realização de atividades Didático-Pedagógicas nas escolas estaduais, vimos por bem oferecer o curso adequado a esta necessidade, pois os kits já foram adquiridos e encontram-se na EE Dr. Celso Gama.

Coordenação: RAIL RIBEIRO FILHO

Resumo: Trata-se de um curso introdutório de estatística, em módulo único de 36 horas, presencial. O curso está proposto para acontecer em laboratório de informática, consistindo de apresentação teórica de estatísticas e sua aplicação prática com apoio da ferramenta excel. A idéia é apresentar a quem não é ou é pouco familiarizado com o tópico, o que é estatística e suas aplicações, iniciando com distribuições, frequencias, estatísticas básicas, de média até desvio padrão, chegando a correlações.

Coordenação: SUZE DE OLIVEIRA PIZA

Resumo: Este Projeto de Extensão tem como objetivo geral disponibilizar um espaço de reflexão sobre temas da Filosofia e das Ciências Humanas contribuindo para a formação humanística da comunidade interna e externa à universidade. É oferecido um Curso Livre com módulos temáticos de cinco encontros. O curso proporcionará aos participantes um contato direto com a produção teórica dos docentes na UFABC e convidados. O Curso oferecerá subsídios teóricos para a comunidade regional que garantem a ampliação da leitura do mundo estendida ao âmbito do trabalho, da linguagem, da política e das relações existenciais, isso se dá por meio do estudo teorias da Filosofia Contemporânea e das Ciências Humanas que propiciem elementos para um diagnóstico do presente. Faz parte da proposta incentivar a criação de círculos de leitura sobre os temas estudados, bem como aproveitar a experiência docente em ministrar Filosofia para o público geral para subsidiar as reflexões sobre o ensino de Filosofia.

Coordenação: CLÁUDIO LUIS DE CAMARGO PENTEADO

Resumo: O objetivo desse curso é apresentar e debater as principais referências intelectuais de grupos políticos que se apresen tam como uma alteranativa política diante da crise de representação dos partidos político tradicionais a partir das experiências de Partidos-Movimentos, como o ‘Podemos’ (Espanha) e o ‘Raiz Movimento Cidadanista’ (Brasil). Seleção e leitura das principais referências destes grupos: como Ernesto Laclau e Chantal Mouffe, Michael Hardt e Antonio Negri, Slavoj Zizek dentre outros, e a realização de mesas de debates com agentes e atores políticos envolvidos nesses partidos. Buscar-se-á inserir os interessados em debater entre esses autores, denominados de pós-marxistas ou marxistas heterodoxos, a prática política desses partidos-movimentos que buscam inserção e ressignificação democrática através de novas estratégias políticas, organização, juntamente com a utilização da internet como importante meio de comunicação, mobilização e participação política.

Coordenação: ARTUR ZIMERMAN

Resumo: As políticas públicas são uma área emergente nas discussões locais, regionais e nacionais. Cada vez mais um número maior de pessoas se interessa por essa temática, quer seja pelo aumento da representação da sociedade civil na articulação de políticas, quer seja pelas demandas de grupos específicos na sociedade.

É continuidade do projeto realizado em 2012. Em cada atividade teremos a presença de um(a) especialista localizado em cada uma das 5 regiões do país, para ressaltar as diferenças regionais que o Brasil apresenta. Um docente da UFABC, com afinidade de área será o moderador da mesa, ou caso não tenhamos especialistas da área, será convidado um especialista externo com o papel de moderador. Cada atividade terá duração de 5 horas, entre 14h-19h. Debateremos um meta-tema relevante em cada encontro. Refletir sobre o país, em perspectiva regional e nacional, em várias meta-políticas de áreas vitais, criando assim uma maior reflexão sobre os rumos do país por suas diferentes regiões, acionando mecanismos de redução das desigualdades por meio de propostas efetivas de especialistas nas áreas discutidas.

Em 2012 os temas foram os seguintes: (1) Educação em pauta; (2) A relação entre a pesquisa na universidade pública e o setor produtivo; (3) Fronteiras e segurança na América do Sul; (4) Ações Afirmativas e a educação para pessoas com deficiência; (5) Copa do mundo de 2014: Impactos e legado. Em 2013 os temas foram sobre (6) Novos rumos da questão agrária no Brasil; e (7) moradias precarias e o programa Minha Casa Minha Vida. Em 2014 foram tratados (8) Polítical industrial; (9) Políticas Públicas e mobilidade urbana. Em 2015, os temas tratados foram: (10) Políticas de Segurança Pública; (11) Políticas de Saúde Pública; e (12) Violência de Gênero.

Os eventos são filmados e editados para inclusão no blog do projeto (desigualdaderegionalufabc.wordpress.com). Este blog terá as apresentações dos professores convidados e a inscrição será feita por meio dele. Uma publicação final de cada encontro será o resultado das atividades de extensão, para documentação posterior e material de análise a ser divulgado em bibliotecas públicas Brasil afora. O sindicato dos metalúrgicos do ABC será nosso parceiro. Além dele, o Jornal “ABCD Maior” também entrará na divulgação da atividade para o público externo, e fará matéria sobre cada uma das atividades, assim como a TVT.

Coordenação: SUZE DE OLIVEIRA PIZA

Resumo: O projeto "Educação em Ética e Direitos Humanos" propõe elaborar e implantar uma política pública de Formação em Ética para os professores e estudantes de escolas da rede pública e privada do ABC. O projeto se desenvolverá em três etapas, sendo a primeira etapa de pesquisa (levantamento de dados sobre como e se ocorre formação em Ética e direitos humanos nas escolas), a segunda etapa de elaboração de uma política pública que poderá ser implantada na região e a terceira etapa de implantação da política elaborada no interior do projeto em uma escola da região como piloto.  A proposta tomará como pressuposto que uma formação de qualidade em Ética e Direitos Humanos deve ter como ênfase a afirmação da diferença e da singularidade dos sujeitos que coexistem e considera que isso só é possível por meio da sensibilização e da vivência estética. Finalizado o processo o projeto a proposta será ajustada com vistas ao encaminhamento para prefeituras e escolas participantes.

Coordenação: MARIA CANDIDA VARONE DE MORAIS CAPECCHI

Resumo: Dando continuidade aos projetos"Jogos teatrais e a formação do professor reflexivo" de 2014 e 2015, que demonstraram o potencial do trabalho com arte dramática como forma de ampliar a percepção dos participantes sobre si mesmos e o espaço à sua volta, este projeto visa continuar fomentando uma postura crítico-reflexiva-sensível. Para ampliar o alcance dessas ações e atender desejos manisfestados em nossos encontros,  além dos jogos de improvisação teatral em sala de ensaio, pretende-se promover o planejamento e realização de performances e happenings. Os happenings e as performances podem ser caracterizados como eventos teatrais que acontecem em espaços não convencionais, sem uma trama completamente definida, de modo a interromper o fluxo cotidiano de ações de transeuntes. O que pode gerar momentos de reflexão. Enquanto nos happenings a improvisação é o ponto mais forte, nas performances, as intenções do performer têm papel essencial, sendo fundamental um planejamento criterioso.

Coordenação: FERNANDA FRANZOLIN

Resumo: Neste projeto haverão duas ações um curso para professores e o atendimento às crianças das cursistas do ano anterior. No curso pretende-se oferecer aos professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental subsídios para compreender a importância, o que são atividades investigativas no ensino de Ciências e como trabalhar com elas.  No atendimento às crianças, estas visitam a Universidade e realizam atividades investigativas na área de Ensino de Ciências.

Coordenação: PIETER WILLEM WESTERA

Resumo: O projeto Ensino de Astronomia no Grande ABC teve início com sucesso em 2012 e continuou com grande aceitação de 2013 a 2015. Se apresenta face à necessidade de popularizar a ciência tanto no Brasil, quanto na região onde está a UFABC. Através de aulas aos sábados, nas quais serão expostos e ensinados conceitos básicos de Astronomia, junto à proposição de outras atividades (visitas ao Planetário Johannes Kepler e IAG/USP, noites de observação do céu com um telescópio na UFABC), fazendo com que os alunos se interessem pela área, incentivando o estudo e desenvolvendo os conhecimentos dos mesmos em Astronomia.
Durante todo o ano, serão publicadas informações e avisos sobre o curso, assim como notícias da astronomia que interessem aos participantes no blog e na página do Facebook do projeto. Os slides das aulas serão disponibilizados no blog. Também responderemos a perguntas sobre astronomia em um site interativo, mantendo contato com os alunos e incentivando estudos mais aprofundados.

Coordenação: JOÃO RODRIGO SANTOS DA SILVA

Resumo: A temática socioambiental nasce dentro de uma discussão da educação ambiental considerando aspectos culturais e sociais. Essa abordagem está inserida nos currículos desde 1996 com os parâmetros curriculares e, pela sua transversalidade, atende a uma formação do individuo crítico. Um dos principais objetivos desta formação é promover mudanças de atitudes e a incorporação de um comportamento ambientalmente responsável. Este programa consta com uma formação continuada de professores em exercício do município de São Vicente - SP. Desta, partirá uma proposta de elaboração de ações pedagógicas sobre a temática. Os professores em formação irão realizar tais propostas e apresentar seus dados e experiências para seus pares. É importante destacar que a formação continuada na temática ambiental torna-se relevante para uma apropriação da ação docente, incentivando nos professores, e nos alunos envolvidos, uma reflexão da prática, uma criticidade em relação ao tema e um estímulo profissional.

Coordenação: RICARDO DE SOUSA MORETTI

Resumo: A atividade é o passo inicial na direção da constituição de uma Escola Popular de Planejamento. Visa à formação de integrantes de comunidades residentes em assentamentos precários, que irão desenvolver, com assessoria dos docentes e monitores do curso, práticas pedagógicas junto a essas comunidades, nas temáticas de leitura/ entendimento do território e de formulação de propostas de transformação deste território com a utilização de instrumentais do planejamento. A ação pedagógica se desdobra em três frentes: encontros presenciais em que serão debatidos temas do planejamento territorial na cidade informalmente produzida; oficinas de leitura e interpretação de textos selecionados; ações pedagógicas junto às comunidades. Essas últimas serão desenvolvidas pelos participantes do curso e contarão com a assessoria dos integrantes do projeto, que apoiarão o desenvolvimento, registro e análise das práticas desenvolvidas em encontros nessas comunidades.

Coordenação: JOSÉ PAULO GUEDES PINTO

Resumo: Este  projeto é a continuação do projeto de extensão "Apoio aos coletivos de consumo na UFABC e na Associação Oeste", aprovado pelos Editais PAE 2014 e 2015 da UFABC, que vem incubando as atividades de dois coletivos que distribuem produtos agroecológicos para famílias na Universidade Federal do ABC e na Associação Oeste de Diadema valendo-se do comércio justo. Além do apoio aos grupos nas áreas de gestão da autogestão, logística e comunicação, o trabalho será ampliado no sentido do acompanhamento da formação dos custos de produção e consequentemente do preço justo de venda, proporcionando melhorias na gestão da produção agrícola, bem como na remuneração justa do produtor.

Também está prevista a realização de um encontro anual em 2016 para fortalecer a rede de coletivos de consumo que atuam geograficamente  próximos dos dois coletivos incubados para trocar e sistematizar experiências, aproveitar escalas e conseguir sinergias logísticas, financeiras, legais, entre outras, objetivando elevar o grau de organização dos grupos (buscando algo parecido com cooperativas de 2º grau). Ademais, inclui a participação dos envolvidos em eventos técnicos, científicos, políticos e sociais para elevar a qualidade do trabalho, formar os discentes buscando excelência na sistematização das novas tecnologias.

Site do Coletivo de Consumo Rural Urbano - Solidariedade Orgânica (CRU - SOLO)

Coordenação: HELENA FRANÇA

Resumo: A Estação Ecológica Juréia-Itatins foi criada em 1986 pelo governo do Estado de São Paulo num local tradicionalmente habitado por comunidades tradicionais caiçaras, iniciando um grave conflito entre o Estado e essa população. Propõe-se um curso de geoprocessamento para capacitar um grupo de caiçaras no armazenamento, recuperação e análise de dados georreferenciados para documentar o uso e ocupação tradicionais de seu território. Esta proposta atende uma demanda dos caiçaras e dará continuidade à parceria entre UFABC e comundidades tradicionais da Juréia. Os produtos e resultados obtidos no curso subsidiarão o diálogo entre o Estado e as comunidades, e também propiciarão o intercâmbio entre conhecimentos tradicionais e científicos na UFABC.

Coordenação: ALBERTO SANYUAN SUEN

Resumo: O seminário tem como objetivo reunir especialistas, gestores públicos, defensores públicos, representantes de empresas e cooperativas para discutir os desafios e soluções potenciais para a co-produção participativa de serviços de gerenciamento de lixo, com foco no caso da região do Grande ABCDMRR. Assim, espera-se que esse seminário promova ideias a serem aplicadas para a construção de sistemas mais eficientes de gerenciamento do lixo, incluindo o desenho da governança democrática desses sistemas e suas instituições, bem como soluções tecnológicas para a coleta, separação, tratamento e agregação de valor a resíduos sólidos municipais. Após o seminário, planeja-se três dias de workshops/visitas de campo dos especialistas convidados a Cooperativas, Secretarias de Prefeituras e outras Instituições relacionadas ao tema do seminário na região do ABCDMRR.

Coordenação: LÚCIO CAMPOS COSTA

Resumo: A porposta que aqui encaminhamos refere-se à ação de divulgação científica do European Organization for Nuclear Research (CERN) e  Large Hadron Collider (LHC) em parceria com universidades e centros de pesquisas de diversos países. O III Interncional Masterclasses UFABC - Hands on in Particle Physics será um evento com duração de 2 dias no qual alunos e professores do Ensino Médio (EM) e licenciandos e professores do Ensino Superior (ES) tem a oportunidade de conhecer trabalhos científicos e discutir conceitos da Física de Partículas Elementares com pesquisadores da área de física de altas energias e da área de Ensino de Ciências.  Durante o evento, os participantes têm a oportunidade de analisar, através de um software disponibilizado pela equipe do CERN, um conjunto de dados reais produzidos no LHC. Os resultados obtidos pelos grupos em diferentes países serão apresentados e discutidos simultaneamente em vídeoconferência (via Vidyo), conduzida pelos pesquisadores que estarão no LHC.

Coordenação: LÚCIO NAGIB BITTENCOURT

Resumo: Este projeto de extensão propõe a realização de oficinas abertas e gratuitas sobre, com e para jovens de E EM M'Boi Mirim - região da cidade de Sâo Paulo que abrange os distritos de Jardim Ângela e Jardim São Luis, reunindo mais de 550 mil pessoas. Nosso objetivo é promover a aprendizagem a partir do diálogo entre os saberes locais e acadêmicos por meio de ações compartilhadas voltadas para os desafios vivenciados diante das vulnerabilidades - materiais, sociais e institucionais – locais, acompanhadas de atividades de pesquisa-ação ao longo do ano de 2016. Especificamente, propõe-se ênfase na questão da juventude a partir dos eixos da cultura e da educação. Com isso, espera-se contribuir para fomentar a equidade, o empoderamento local e a promoção da cidadania. Esta proposta conta com a parceria do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (CEAPG/FGV), que coordena o projeto Estação de Pesquisa Aplicada sobre Vulnerabilidades Urbanas de M'Boi Mirim.

Coordenação: JERÔNIMO CORDONI PELLEGRINI

Resumo: Do ponto de vista operacional, o LabLivre atuará de duas maneiras: (i) realizando  oficinas e eventos de instalação de software livre com o objetivo de capacitar o público em geral no uso de software livre; e (ii) inserindo alunos da UFABC no mundo do desenvolvimento livre, contribuindo para projetos livres. A questão do custo está diretamente ligada à exclusão digital, que podemos por como uma das causas de diversas formas de exclusão: cultural e científica, por exemplo, uma vez que através da tecnologia o cidadão moderno pode conectar-se ao mundo e desenvolver sua cultura e conhecimento. O segundo ponto, que diz respeito às restrições impostas pelos produtores de software, desenvolve-se como amarras, exigindo que pessoas adaptem-se à tecnologia, mesmo quando o contrário é possível.  O cidadão  é impedido de obter conhecimento a respeito do funcionamento de seus dispositivos programáveis. Não pode adaptar seu dispositivo da maneira como quer, e sim da maneira como o produtor quiser; e não podendo adaptá-lo, não pode tampouco compartilhar suas idéias de mudança com outros. Há também um último fato, talvez mais sutil mas de vital importância: ao cidadão não é dado o direito de saber exatamente o que é feito com seus dados. Não se pode dizer se há problemas relacionados a segurança ou privacidade, por exemplo, uma vez que não se tem acesso ao código fonte, que é onde tais problemas poderiam ser verificados

Coordenação: ANA MARIA DIETRICH

Resumo: Plínio Zornoff Táboas foi um dos principais visionários da extensão acadêmica na UFABC, favorecendo diversos projetos e a criação do laboratório multi-usuário Memória dos Paladares. Neste espaço projetos oficiais e não oficiais são realizados, sendo que o principal deles é o Programa Memória dos Paladres em vigência desde o recebimento do fomento do PROEXT 2011 como um dos primerios classificados nacionalmente na linha de Patrimônio Histórico. O espaço foi obtido com muito esforço, dedicação e profissionalismo dos seus participantes docentes e discentes e tornou-se de suma importância para a vida acadêmica e extensionista da UFABC onde trocas simbólicas com a comunidade estão acontecendo cotidianamente. Esta ação objetiva a continuidade das atividades de extensão com destaque aos projetos Memórias dos Paladares, Educação em Direitos Humanos e Neblina sobre Trilhos, além de instrumentalizar o laboratório e adequar o ambiente com vistas a torná-lo um Memorial ao falecido Plínio Zornoff.

Coordenação: JOÃO PAULO GOIS

Resumo: O uso da Computação Gráfica e da Animação Computacional está cada vez mais presente no desenvolvimento de ambientes virtuais para fins de educacionais, culturais e de entretenimento. Para o desenvolvimento este tipo de projeto, exige-se uma equipe interdisciplinar, em geral formada por artistas, historiadores, designers gráficos e programadores de computadores.  A presente proposta tem como foco o desenvolvimento de uma aplicação multimídia de tour virtual pela vila de Paranapiacaba, município de Santo André. A proposta atual dará continuidade ao projeto “Memórias Tridimensionais do Grande ABC: Projeto Piloto – Vila de Paranapiacaba”, no qual foram realizados levantamentos iconográficos, a reconstrução tridimensional de vários pontos da vila e a reconstrução completa do relevo através de mapas e plantas. No presente projeto pretende-se incluir narrativas audio-visuais durante a navegação, bem como enriquecer o aplicativo com novos elementos gráficos tridimensionais. O presente projeto contará com equipe multidisciplinar formada por artistas gráficos 3D, e estudantes dos Bacharelados Interdisciplinares  (BCT e BCH) da UFABC. Pretendemos disponibilizar o aplicativo para download e em exposições relevantes.

Coordenação: PATRICIA TEIXEIRA LEITE ASANO

Resumo: Este projeto apresenta uma proposta de extensão a ser desenvolvida na Universidade Federal do ABC - UFABC, o projeto será desenvolvido sob coordenação da Prof. Dra Patricia com apoio do professor Dr. Ricardo de Andrade Lira Rabêlo, da Universidade Federal do Piauí e colaboração do Prof. Dr. Erick Kellner, da Universidade Federal de São Carlos e Prof. Dr. Jacyro Gramulia Júnior, do Instituto Federal de São Paulo, pois trata-se de um projeto interdisciplinar que abordará além das questões de geração de energia elétrica, questões sociais e ambientais envolvidas no entorno de represas quando do uso múltiplo das águas através de uma modelagem matemática que possa quantificá-las e qualificá-las. Será desenvolvida com uma linguagem de programação livre e usando como técnicas de otimização a Inteligência Artificial que vem se mostrando eficaz e confiável para desenvolver ferramentas para os agentes envolvidos na área de planejamento energético e ambiente e sociedade.

Coordenação: ALESSANDRO JACQUES RIBEIRO

Resumo: Esta porposta visa propiciar um ambiente de formação continuada ao professor de Matemática, na qual se faça uma discussão sobre temas da Educação Básica, relacionados principalmente à Álgebra, numa perspectiva que não contemple um simples caráter de revisão e retomada de conteúdos fundamentais . Tomamos como premissa o argumento de que uma abordagem de ensino fundamentada em discussões epistemológicas e/ou didático-pedagógicas de conceitos matemáticos pode propiciar a ampliação dos conhecimentos que os professores possuam acerca desses conceitos matemáticos.

Coordenação: ACÁCIO SIDINEI A. SANTOS / PRISCILLA SANTOS DE SOUZA

Resumo: A partir da publicação da lei 10.639/2003 tornou-se obrigatório o ensino da História e da cultura africana e afro-brasileira na educação básica (fundamental e médio). Entendendo que a Universidade tem como objetivo articular seus saberes com a comunidade externa e desenvolver práticas e atividades em consonância com a educação básica, principalmente nos cursos de licenciatura, o projeto intenciona uma reflexão sobre os principais eixos norteadores da lei, permitindo a formação crítica com essa temática. Dessa forma, professores, estudantes e comunidade externa poderão aprofundar sobre temas específicos da negritude e luta de libertação do povo negro no Brasil.

Coordenação: ACÁCIO SIDINEI ALMEIDA SANTOS

Resumo: O projeto consiste em um curso de educação popular na Universidade, por meio de um ciclo de debates (seis no total) sobre a unidade, diversidade e atualidade do Pan-africanismo, tanto em seu âmbito africano, quanto da diáspora negra nas Américas. Para isto, convidará pesquisadores de destaque nas Ciências Sociais, com experiência direta no assunto, e contará com a participação dos estudantes da UFABC e dos núcleos de base da UNEAFRO. A parceria com a UNEAFRO, organização com larga experiência em educação popular, fortalecerá o diálogo sistemático entre a Universidade e a sociedade, por promover a participação efetiva de seus núcleos de base no cíclo de debates.

Coordenação: ANDRÉ LUIZ BRANDÃO

Resumo: O projeto tem o objetivo de continuar o desenvolvimento do jogo ParaJecripe, um jogo digital com o intuíto de esclarecer para o público em geral o que são os esportes paralímpicos. A parceria já estabelecida junto ao Comitê Paralímpico Brasileiro se dá por meio das modalidades de Atletismo, Natação e Tênis, em São Caetano do Sul, onde alguns dos principais atletas da seleção dos esportes paralímpicos realizam treinamentos. O desenvolvimento do jogo possibilitará uma maior divulgação do mesmo aplicativo em âmbito regional e nacional.

O projeto é a continuidade do projeto de extensão já em andamento, coordenado pelo mesmo proponente. A parceria com o Parque Sabina proporcionará maior difusão sobre conhecimentos em pessoas com deficiência física e os esportes paralímpicos são instrumentos que viabilizam e motivam a busca por mais informações sobre o assunto. Alguns dos principais atletas das modalidades já apoiam o projeto, como são os casos de: Clodoaldo Silva e Verônica Hipólito.

Coordenação: ANGELO MARCOS QUEIROZ PRATES

Resumo: A proposta parte da consolidação, construída nos anos anteriores do projeto, da plataforma na UFABC - no campus de SBC - para a discussão e troca de saberes, com diversas áreas de conhecimento e setores, sobre as perspectivas para o planejamento territorial, no cenário mundial, nacional e regional-local. Para esta nova ação denominamos "A Construção do Campo do Desenvolvimento e Planejamento Territorial - CDPT". Desta vez o projeto avança com parcerias nas ações (seminários-oficinas) nas diferentes escalas: Local-metropolitana: dar continuidade à Oficina de Expressão e Representação Territorial com a participação de artistas plásticos e ativistas de arte urbana; Local-Regional-Estadual: integrar ações da parceria Pólis/UFABC "Projeto Observatório Litoral Sustentável: a Universidade no litoral do estado de São Paulo";  Nacional: a construção de agenda do CDPT e de formações interdisciplinares no Brasil;  Internacional: a construção do CDPT no Brasil e as redes internacionais.

Coordenação: MARCELO ZANOTELLO

Resumo: No curso trabalharemos aspectos do Currículo Oficial do Estado de São Paulo, referentes à disciplina de Física, com professores em exercício nas três séries do Ensino Médio. A ênfase será na realização e análise crítica das situações de aprendizagem propostas no Currículo, referentes aos conteúdos do 1º e 2º bimestres de cada série do Ensio Médio. Partimos do pressuposto de que propostas curriculares devem levar em consideração as práticas pedagógicas efetivamente realizadas, tendo por base as experiências e as necessidades dos professores envolvidos. Objetivamos a construção conjunta de práticas de ensino de Física inovadoras que forneçam subsídios para o trabalho dos docentes com seus alunos nas escolas. A proposição do curso, com carga horária total de 30h, é fruto de uma demanda da Diretoria de Ensino da Região de Santo André apresentada à UFABC e, nesse sentido, a ação extensionista aqui proposta visa contribuir com esta demanda social.

Coordenação: MIRIAN PACHECO SILVA ALBRECHT

Resumo: A partir da utilização de materiais de baixo custo serão produzidos e testados, pelos participantes do projeto, materiais didáticos  que servirão como subsídio para o ensino de Ciências e Matemática. Diante da necessidade de diversificar as aulas oferecidas aos alunos do ensino fundamental e médio, este curso visa propôr atividades relacionadas com a produção de materiais didáticos voltados para o ensino de Ciência e Matemática . A diversificação das aulas com a utilização de materiais concretos tende a atuar como facilitador no processo ensino- aprendizagem, uma vez que o material construído ao longo da execução do curso será de baixo custo e de fácil elaboração pelos professores.

Coordenação: HANA PAULA MASUDA

Resumo: Recentemente, cresceu no mundo um movimento que passou a refletir criticamente sobre a relação ciência x tecnologia x sociedade. Com isso começou-se a discutir o ensino contextualizado e formação de um aluno crítico que ainda não é comum nas escolas brasileiras devido a estratégia didática adotada (na maioria das vezes somente aula expositiva). Um recurso que vem sendo utilizado por docentes para formação de alunos críticos é o jogo didático.  O jogo educativo Célula Adentro tem foco em biologia celular e molecular e é baseado no método de resolução de casos. Este jogo está disponível gratuitamente na internet, mas ainda é pouco difundido entre docentes.  Além disso, os casos do jogo abordam somente aspectos de célula animal. Esse projeto consiste em difundir o jogo como estratégia didática e finalizar um caso previamente proposto em um jogo abordando aspectos de uma célula vegetal. Para isso, será necessário testá-lo com professores do Ensino Médio e licenciandos da UFABC.

Coordenação: CLÁUDIA CELESTE CELESTINO DE PAULA SANTOS

Resumo: O projeto, fruto de uma ideia de alunos da graduação membros da UFABC Rocket Design (entidade de pesquisa e desenvolvimento de foguetes), busca aproximar comunidade acadêmica e comunidade externa através da construção de um foguete de sondagem que levará dois satélites para uma altitude de 10.000 pés. Os discentes da UFABC orientarão alunos de Ensino Médio para a construção dos satélites através de aulas práticas e teóricas, enquanto se responsabilizarão pela construção do foguete

Coordenação: MARCO ANTONIO BUENO FILHO

Resumo: O projeto Química Responde é um canal virtual hospedado nos seguintes endereços: http://proec.ufabc.edu.br/quimicaresponde/ e https://www.facebook.com/quimicaresponde que visa responder via produções audiovisuais acessíveis perguntas sobre Química e possíveis desdobramentos interdisciplinares elaboradas pelo público externo (em especial alunos e Professores da Educação Básica), técnicos administrativos, discentes e docentes universitários.

O projeto conta com duas vertentes com objetivos distintos:

I – Química Responde (QR): vídeos acessíveis produzidos por alunos de graduação, em especial da Licenciatura em Química, da UFABC e da UFMS visando a preparação pedagógica;

II–Química Responde Júnior (QRJr): vídeos produzidos por alunos do Ensino Médio supervisionados por Professores da Educação Básica, visando a apropriação de conteúdos da Química bem como o engajamento em Ciência & Tecnologia.

Também está prevista a realização de uma oficina de produção de recursos audiovisuais acessíveis.

Coordenação: VIVILÍ MARIA SILVA GOMES

Resumo: De caráter interdisciplinar, propõe-se a integrar outras áreas do conhecimento à Matemática, conforme  orientações da legislação para a Educação Básica e as tendências em Educação Matemática. Num primeiro momento, a modelagem matemática será apresentada como estratégia de resolução de problemas em sala de aula por meio de exemplos de experiências de ensino das docentes em seus trabalhos de formação e pesquisa. Nesses exemplos, os participantes serão estimulados a resolver os problemas por si percorrendo o seu próprio caminho, discutindo com o coletivo, socializando e sintetizando suas vivências no processo. Num segundo momento,  os participantes elaborarão um projeto de trabalho em grupo com tema de sua escolha, a ser desenvolvido por meio da modelagem matemática e apresentado com resultados, o que comporá o processo de avaliação de aprendizagem.

Coordenação: OLYMPIO BARBANTI JUNIOR

Resumo: Construção de uma parceria com a Academia Nacional da Biodiversidade (Acadebio), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão do Ministério do Meio Ambiente, para a preparação de vídeo e apostila de instrução sobre o aproveitamento do conteúdo do referido vídeo por gestores públicos federais das 320 unidades de conservação da biodiversidade existentes em todo o território brasileiro. Ambos produtos - a apostila e o vídeo - terão como base o conhecimento sistematizado por revisão blibliográfica. O projeto contempla, também, a formação de alunos na UFABC na Acadebio, a divulgação do vídeo nacionalmente, e a realização de um seminário, na UFABC, por gestores do ICMBio.

Coordenação: JÚLIO FRANCISCO BLUMETTI FACÓ/ALESSANDRA DE CASTILHO

Resumo: Propõe-se neste projeto uma ação extensionista que leve informação aos alunos e professores das escolas públicas da região, de forma a democratizar a universidade pública, aproximar a comunidade, divulgar outros projetos da PROEC e estimular o aprendizado dos alunos participantes do projeto.

Além disso, a proposta também visa tornar a UFABC um local aberto à visitações monitoradas, permitindo que esta pequena parte da sociedade possa acompanhar um pouco do que acontece no dia-a-dia da Universidade, conhecendo seus ambientes, infraestrutura, laboratórios, localização, etc. Acreditamos que esta aproximação será fundamental no momento da escolha, pelos alunos, da Universidade e carreira que irão seguir.

Estão contemplados nesse projeto  duas linhas de propostas: a primeira consiste em aproximar na realização de palestras nas escolas e a segunda, é a de receber a visita visita de escolas públicas (alunos e docentes) na UFABC.

Coordenação: MONICA YUKIE KUWAHARA

Resumo: Esta iniciativa visa promover ações que buscam a redução da vulnerabilidade socioeconômica na região do Grande ABC. Prevê oficinas de capacitação da comunidade acadêmica em técnicas de extração, análise e sistematização de microdados. A partir destas oficinas, serão gerados indicadores econômicos e sociais baseados nos microdados do IBGE, que permitirão identificar e mapear famílias em situação de vulnerabilidade. As mulheres de referência destas famílias serão convidadas a participar de oficinas que acontecerão dentro da universidade buscando promover e disseminar o empoderamento feminino.

Estas oficinas buscarão informar estas mulheres quantos aos seus direitos e oportunidades; identificar os principais problemas enfrentados por elas e por suas famílias, buscando embasar possíveis políticas de redução de pobreza; e formar cidadãs mais conscientes do uso de recursos escassos através, por exemplo, da educação financeira que será fundamental no cenário de instabilidade econômica atual.

Coordenação: DÁCIO ROBERTO MATHEUS

Resumo: O evento será o balizador teórico-prático do projeto de extensão "Sistemas agroflorestais para recuperação/restauração de áreas degradadas e produção agrícola: da academia ao produtor rural", ocorrendo em etapas chave do trabalho de campo do mesmo, que se dará na área verde do campus de São Bernardo do Campo e um produtor rural na área periurbana da região do ABC, pertencente ao projeto de extensão "Fortalecimento de redes de produtores e coletivos de consumo de produtos agroecológicos".

Ademais, a tecnologia agroecológica dos sistemas agroflorestais (SAFs) é pouco conhecida, seja para produção agrícola ou recuperação/resturação de áreas degradadas, sendo tal workshop uma importante estratégia local/regional de difusão dos SAFs, inclusive no tocante do manejo multifuncional de áreas verdes urbanas e periurbanas.

O formato de workshop foi escolhido uma vez que este tipo de curso tem caráter de treinamento. O objetivo é de aprofundar a discussão sobre temas específicos e, para isso, apresentar casos práticos: no primeiro módulo, os SAFs de recuperação/restauração conduzidos em experimentos na Fazenda Edgárdia da FCA-UNESP/Botucatu-SP, seu planejamento, implantação e manejo; no segundo módulo, os SAFs de produção agrícola da COOPERAFLORESTA da região do Vale do Ribeira-SP, destacando o manejo de podas e as questões econômicas e sociais intrínsecas ao uso desta tecnologia; e, no terceiro módulo, estudos de caso brasileiros acerca do uso de SAFs para conservação de biodiversidade em áreas urbanas e periurbanas.

Neste formato, o público participa intensamente. Objetiva-se detalhar, aprofundar o assunto de maneira mais prática. Em workshops existe a figura de um moderador (que neste caso serão os coordenadores e professores colaboradores em sistema de rodízio) e um expositor por módulo. A dinâmica das sessões se dará em três momentos: exposição, discussão em grupos ou equipe e conclusão, sempre que possível, desenvolvida a campo (área verde do campus de São Bernardo do Campo da UFABC).  

Coordenação: RODRIGO LUIZ OLIVEIRA RODRIGUES CUNHA

Resumo: Fazer a integração de alunos, técnicos e docentes além de pessoas externas através da prática do xadrez, oferecendo cursos básicos e treinamento dentro da UFABC. Os benefícios da prática do xadrez são muitos, por isso o projeto visa divulgar e estimular a prática do esporte nas escolas e na UFABC. O xadrez é uma atividade desportiva pouco valorizada no Brasil. Na UFABC, um grupo de alunos vem se dedicando à prática deste desporte no saguão do piso térreo do bloco A desde 2012.

Com o intuito de consolidar a prática do xadrez na UFABC, ampliando a integração interna entre discentes e funcionários da UFABC (técnicos administrativos e docentes) temos como proposta dar continuidade ao programa "XADREZ PARA TODOS". Este programa serviria de apoio para reforçar a integração local da UFABC com alunos de ensino médio das escolas da região interessados em apredender ou praticar este esporte milenar. Estas atividades seriam realizadas no campus de Santo André e São Bernardo do Campo.