Palestra cultural na UFABC: "O Corpo Presente dos Vissungos - Tradição e Transcriações Contemporâneas"


banner palestra vissungos ufabcA Pró-reitoria de Extensão e Cultura da UFABC e o Grupo Ponte Elemento Per têm o prazer em convidar a quem possa interessar para a palestra "O Corpo Presente dos Vissungos - Tradição e Transcriações Contemporâneas".

Será realizada às 15h da quinta-feira, 01 de março, no auditório 002 do Bloco Beta no campus São Bernardo do Campo da UFABC (veja como chegar).

A entrada é livre e gratuita.

"A  palestra  irá  abordar  as  diferentes  recriações  que  artistas  das linguagens  musicais,  audiovisuais  e  cênicas vem realizando  em  torno  dos vissungos, desde trabalhos mais rasos em relação ao conhecimento e contato com a fonte (por exemplo, um filme antigo como Sinhá Moça (1953), onde um vissungo  aparecia  no  seu  sentido  puramente  pitoresco)  até  trabalhos  mais embasados conceitualmente, como o álbum Anganga (2015), de Juçara Marçal e Cadu Tenório, que propõe o cruzamento dos cantos com a música eletrônica e eletroacústica.

A  palestra versará inicialmente sobre a história dos vissungos, contextualizando sua presença dentro da história brasileira e sua importância para a conformação da cultura nacional. Em seguida serão apresentados fragmentos de obras que recriaram ou dialogaram com os vissungos em diferentes meios. As linguagens e obras que serão abordadas são:

  • webflyer circulação completa palestra vissungos ufabcMúsica: Music of Ceará and Minas Gerais (1940), Samba Enredo Mocidade Alegre (1981), O Canto dos Escravos (1982), Xica da Silva (1996), Congado Mineiro (2000) e Anganga (2015)
  • Audiovisual: Sinhá Moça (1953), Chico Rei (1985), A Sede do Peixe (1997) e Terra Deu, Terra Come (2010)
  • Artes Cênicas: Macuco Canengue (2004), Episódio I: Uenda-congembo (morrer) (2016)

Nesta conversa com o público a equipe artística do projeto falará sobre o uso da técnica de transcriação - elaborada pelo poeta e tradutor brasileiro Haroldo de Campos - como um caminho para se estabelecer uma relação mais ativa com as fontes tradicionais, especialmente em relação à poética e linguística presente nos vissungos.

Luciano  Mendes  de  Jesus, diretor  da  montagem, atuará  como provocador e mediador de questões entre os atores e o público, tendo por base suas próprias pesquisas sobre os vissungos e sobre a noção de  tradição estabelecida pelo diretor teatral e pesquisador das artes performativas, o polonês Jerzy Grotowski."

Texto do projeto inscrito no Edital do Programa de Ação Cultural – ProACPrograma de Ação Cultural – ProAC - da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.