Somos todos peixes! (V.1, N.3, P.1, 2018)

Tempo estimado de leitura: 4 minuto(s)

Somos todos peixes!

Lucas de Almeida Barcelos1, Alberto Arab2 e Vanessa K. Verdade2

Seres humanos costumam se achar muito diferentes dos outros seres vivos, não é mesmo? Mas concordamos que somos animais. Você já olhou seu corpo no espelho e o comparou com o de outros animais? Se perguntou porque temos braços e pernas, cachorros tem quatro patas, peixes tem nadadeiras, enquanto cobras não possuem membros…? Seria possível encontrar um padrão na maneira como a presença ou ausência e tipos de membros estaria distribuída entre os animais? Observar, questionar e determinar padrões é o primeiro passo em direção a compreender os processos que levam ao resultado que observamos.

Podemos mudar de características! Não precisam ser membros. Podem ser aquelas características que aparentemente só trazem problemas….por que temos dentes do siso? amígdalas? Apêndice? Ou aquelas que nos intrigam…nós temos ossos, vacas tem osso, galinha tem osso…peixe tem espinha(o). Espinha(o) é osso? Lagartixa tem osso? Animais grandes têm ossos, mas animais bem pequenos… têm também?

Embora as perguntas acima pareçam infantis, foram feitas por cientistas ao longo da história da ciência! A morfologia comparada dos animais é a base dos estudos que resultaram na teoria da Evolução. A resposta a que chegamos hoje, para todas essas perguntas, parte do princípio de que todos os seres vivos compartilham um ancestral comum em algum momento da história da vida na Terra. Esse ancestral pode ser mais ou menos antigo, a depender do grupo que estivermos comparando. Por exemplo, o ancestral que compartilhamos com os mamíferos é muito mais recente do que aquele que compartilhamos com os demais vertebrados. Quando observamos uma característica compartilhada entre muitos grupos, por exemplo as glândulas mamárias, isso significa que tal característica surgiu na linhagem do ancestral em comum. Assim temos braços e pernas, que correspondem às quatro patas que a maioria dos animais terrestres possui e surgiram numa linhagem ancestral mais antiga que deu origem aos tetrápodas [anfíbios, répteis (incluindo as aves) e os mamíferos]. Nossa linhagem divergiu da linhagem dos répteis (como das aves) há centenas de milhões de anos. Quanto mais tempo separadas, maior a quantidade de diferenças que acumulamos.

De forma geral, quanto mais semelhanças, mais recente é o ancestral comum entre duas linhagens analisadas. Nós somos mais parecidos com cães do que com aves. Isso indica que nosso parentesco com os cães é mais próximo. Somos mamíferos. Possuímos pelos e glândulas mamárias.

Mas e esse título aí? Somos todos peixes?! Sim! Compartilhamos características importantes com alguns grupos de peixes! Por exemplo, todos os animais com quatro membros compartilham pulmões com os peixes pulmonados. Também compartilham membros sustentados por ossos que ocorrem em um eixo único com os peixes de nadadeira lobada, e ossos no interior do corpo com todos os peixes ósseos. Com os outros grupos de peixes compartilhamos uma boca cheia de dentes que abre e fecha, membros pares e finalmente, lá atrás no tempo uma coluna vertebral e uma cabeça que contém um crânio que protege o encéfalo e onde se encontram os principais órgãos dos sentidos! Herdamos basicamente tudo que os peixes têm e mais um pouco! Características podem ser conservadas durante milhares de anos e são testemunhos de uma história rica! Da próxima vez que se olhar no espelho, deixe as diferenças de lado e procure pelo que te faz igual aos outros animais da Terra!

Nota: Esse texto foi escrito como parte das avaliações da disciplina Biologia comparada e filogenia de Metazoa do Programa de Pós-graduação em Evolução e Diversidade da UFABC.

Referências:

Imagem: http://umlivrosobreevolucao.blogspot.com/p/concepcoes-erradas.html

1 Mestrando do PPG em Evolução e Diversidade da UFABC. E-mail: lucasabarcelos@gmail.com

2 Docentes, CCNH, UFABC. E-mail: alberto.arab@ufabc.edu.br; vanessa.verdade@ufabc.edu.br

Related Post

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Ejac Prec disse:

    Quanto conteudo de qualidade encontrei aqui no site. Agradeço por compartilhar. Sucesso. abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *