Ferramenta de apoio à gestão (FAG) no ambiente virtual de aprendizagem Moodle utilizando técnicas de Business Intelligence (V.1, N.2, P.1, 2018)

Tempo estimado de leitura: 4 minuto(s)

Por Luciana Silva Zapparolli, mestre em Ciência da Computação

 

O tema da minha pesquisa se refere à gestão de professores/tutores e alunos em ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs), utilizei como estudo de caso a plataforma Moodle, por ser muito bem aceita no mercado atual e também por trabalhar com ela.

 

Trabalho com Educação a Distância desde 2005, inicialmente como professora/tutora e no momento como professora/tutora e gestora. Sempre trabalhei com a plataforma Moodle e percebi, durante esses anos de experiência, que a plataforma deixa a desejar na parte de gestão. Apresenta relatórios estatísticos, porém, um pouco confusos.

 

Para se ter uma visão holística, integrada e transversal da participação dos professores/tutores e alunos nas salas virtuais, é necessário a utilização de outros recursos para gerar gráficos e relatórios analíticos, como por exemplo, o Excel. Isto ocorreporque, na maioria das vezes, os professores/tutores são responsáveis por mais de uma sala virtual, a visão da plataforma é individual, por sala, isso dificulta o trabalho do gestor para acompanhamento do trabalho dos professores/tutores, se estão acessando o ambiente, respondendo fóruns, incentivando a participação dos alunos etc.

 

Muitas vezes, falhas são detectadas somente ao final do curso, impedindo que o gestor consiga tomar providências a tempo, consequentemente, isso pode levar os alunos à evasão. A partir desta dificuldade pensei no desenvolvimento da ferramenta FAG, que, através de técnicas de Business Intelligence gera relatórios analíticos e consolidados bem como Dashboards, os quais permitem aos gestores acompanhar o trabalho dos professores/tutores e também aos professores acompanhar a participação de todos os seus alunos de forma global, tendo uma visão de todas as salas de sua responsabilidade. Desta forma, caso haja falhas no processo de ensino e aprendizagem é possível a intervenção durante o decorrer do curso, evitando assim o problema de evasão e também permitindo o sucesso neste processo.

 

Arquitetura da Ferramenta FAG

A ferramenta FAG foi desenvolvida utilizando 2 softwares de Business Intelligence, são eles: Pentaho BI, para gerar os relatórios analíticos e o Qlik Sense Cloud, para gerar os dashboards. Os dados foram extraídos do ambiente em produção e carregados em um datawarehouse, e, a partir do datawarehouse foram gerados os relatórios analíticos e os dashboards.

 

A FAG foi implantada na Instituição objeto do estudo de caso, inicialmente para o controle das disciplinas de 2 cursos. Apresentou resultados satisfatórios, gerando os relatórios e dashboards com uma visão holística, integrada e transversal, facilitando o trabalho do gestor e também do professor/tutor. A maior dificuldade foi identificar os dados úteis no ambiente em produção a serem transportados para o datawarehouse, a fim de servirem como base para geração dos relatórios.

 

A partir dos resultados apresentados pela ferramenta, o gestor conseguiu ter uma visão da participação dos professores/tutores nas salas virtuais de sua responsabilidade, como: publicação de mensagens em fóruns de notícias, atendimento em fóruns de dúvidas, acessos, e, os professores/tutores conseguiram ter uma visão da participação de seus alunos em atividades, fóruns, acessos etc.

 

A contribuição desta dissertação para o universo científico é apresentar as falhas existentes em ambientes virtuais de aprendizagens (AVAs) quando tratamos de gestão, e propor soluções utilizando técnicas de Business Intelligence, para melhorar o processo de ensino e aprendizagem nesses ambientes, garantindo assim a qualidade do processo, sendo útil a gestores de ambientes virtuais e também a professores/tutores.

 

Acesse às redes sociais do blog. Estamos no Twitter!

@Blog_UFABC

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Adorei o tema abordado. Precisamos mesmo debater mais sobre as falhas existentes em ambientes virtuais de aprendizagens, pois só assim encontraremos melhor soluções para tornar essa prática ainda mais qualificada. Muito obrigado por compartilhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Twitter