Facebook Twitter Instagram YouTube

O CO2 é o grande vilão do efeito estufa?

Reading time: 6 minutes

Fonte da imagem destacada: 4BlueEyes Pete Williamson on Foter.com / CC-BY-NC-ND

#acessibilidade sombra de indústria emitindo fumaça em contraste com o céu.

Quase todas as moléculas diatômicas heteronucleares (moléculas com dois átomos diferentes, como o monóxido de carbono, CO) e todas com três ou mais átomos (como a água, H2O, e o metano, CH4) são capazes de refletir radiação e, portanto, de causar o efeito estufa. Algumas são moléculas de gases naturais, como água (H2O), dióxido de carbono (ou gás carbônico, CO2, produto da respiração humana e outros animas, além de ser gerado pela decomposição de matéria orgânica) e metano (CH4, também é formado pela decomposição de matéria orgânica e emitido pelo sistema digestivo dos animais), outras, como os CFCs e HCFCs (clorofluorcarbonetos e hidroclorofluorcarbonetos, respectivamente, usados para refrigeração e propelentes de aerossol), são moléculas de gases somente emitidos pela humanidade. O tempo de vida na atmosfera de cada um desses gases causadores do efeito estufa e sua capacidade de refletir radiação conferem a eles seu poder de aquecimento, por isso um gás em menor concentração pode ter um poder de aquecimento maior. Esse poder de aquecimento é dado em comparação ao CO2.

O CO2 é sempre apontado como sendo o grande vilão do efeito estufa, por estar em maior quantidade na atmosfera (perdendo apenas para a água em algumas regiões) e por ser também emitido pela ação humana. Todo tipo de combustível fóssil (gás natural, carvão ou petróleo) utilizado coloca na atmosfera uma grande quantidade de CO2 quando queimado. O mesmo acontece quando florestas são queimadas. No caso das florestas a perda é dupla, pois além de colocar na atmosfera o CO2 gerado pela queima, a área destruída também deixa de consumir CO2 para realizar fotossíntese.

Alguns gases emitidos pelo homem podem ser controlados ou completamente eliminados, como é o caso dos CFCs que, após serem identificados como grandes vilões da destruição da camada de ozônio, vêm sendo gradativamente eliminados. Outros, como o CO2, mesmo conscientemente, continuam sendo emitidos devido ao consumo dos combustíveis fósseis. Para minimizar seu impacto estão as políticas de captura de carbono, centralizadas no plantio de árvores para capturar o CO2 emitido e no uso de biocombustíveis.

Podemos dizer que o CO2 seja o ator principal do efeito estufa porque é o gás em maior concentração na atmosfera, por ser impossível eliminá-lo, já que é emitido em vários processos naturais, por ser possível minimizar sua emissão controlando o uso dos combustíveis fósseis e porque podemos diminuir sua concentração simplesmente plantando uma árvore. Assim, além de ser um grande vilão, o CO2 pode ser também o protagonista da busca pelo equilíbrio do nosso planeta.

Para saber mais:

(Português do Brasil)

E se acabássemos com o efeito estufa? (V.1, N.3, P.2, 2018)

https://www.todamateria.com.br/efeito-estufa/

http://www.environment.gov.au/climate-change/climate-science-data/climate-science/greenhouse-effect

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado. Obrigatório *