Facebook Twitter Instagram YouTube

Turma da Mônica e a ciência (V.2, N.2, P.3, 2019)

Tempo de leitura: 4 minutos

Fonte da imagem destacada: Marcelo Pena

#acessibilidade Foto dos dois quadrinhos mencionados no texto. à esquerda o Manual do Cientista do Franjinha, com capa laranja, pequenas figuras geométricas azuis em cima, logo abaixo uma listra vermelha, o título “Manual do Cientista do” escrito em pequenas letras brancas e “Franjinha” em letras garrafais azuis com um tubo de ensaio com líquido borbulhante no lugar da letra i, outra listra vermelha seguida da ilustração do Franjinha de sapatos pretos, short preto, camiseta vermelha e jaleco branco segurando um tubo de ensaio com um líquido amarelo em uma das mãos e um tubo de ensaio com líquido azul soltando fumaça no formato do cachorro Bidu. Ao redor do garoto estão uma ilustração da emblemática foto de Einstein de língua para fora, um robô de brinquedo feito de lata, um computador antigo, um radiografia do Cebolinha e uma miniatura do 14 Bis. À direita o Manual do Espaço do Astronauta, com capa azul, três linhas pontilhadas laranjas em cima, entre as duas primeiras o título “Manual do Espaço do” escrito em pequenas letras brancas e entre as duas últimas o nome “Astronauta” em letras garrafais laranjas com uma esfera no lugar da letra o. Ao centro uma ilustração do Astronauta em sua tradicional armadura dada a ele pelos Homens-Geleia: redonda de base azul clara e capacete transparente com antena vermelha, discos vermelhos nas aberturas para os braços e pernas, cobertos por um tecido amarelo. Ao redor do Astronauta estão ilustrações de um cometa, um disco voador com um extraterrestre, um observatório, uma estrela sorridente, um foguete e um planeta colorido com um anel. Nas duas capas constam ainda o logo da editora Globo e o logo da Editora Mauricio de Sousa.

O dia a dia do bairro do Limoeiro deve ter feito parte da infância de muitos de nós. Gibis, animações clássicas como A princesa e o Robô, o jogo Mônica no Castelo do Dragão, os mangás da Turma da Mônica Jovem e até mesmo o filme live-action Laços, baseado em um quadrinho homônimo e que deve chegar aos cinemas em breve. É um mundo muito rico e com diversos personagens cativantes, desde o engenhoso Cebolinha ao simpático e filosófico Horácio, mas por hora vamos focar em dois: Franjinha e Astronauta.

Franjinha, conhecido por ser o cientista da turma, vive criando novas invenções em seu laboratório. Astronauta Pereira é um viajante espacial que, junto de seu amigo Computador, está sempre em busca de novas aventuras. Dentre as diversas histórias já lançadas com esses dois personagens destacamos duas: o Manual do Cientista do Franjinha e o Manual do Espaço do Astronauta.

Manual do Cientista do Franjinha

O Manual do Cientista do Franjinha (1998) traz em 225 páginas as melhores invenções do jovem cientista, além de contar um pouco sobre o mundo da ciência de uma forma leve e de fácil compreensão.

Dividido em capítulos, ensina diversas “invenções” como um motor elétrico feito com uma pilha, um ímã e fios de cobre ou uma pilha feita com limões, sempre usando a brincadeira para ensinar algum conceito científico. Em seguida vem lições de anatomia intercaladas com práticas: como fazer um espectroscópio usando um funil e uma mangueira para ouvir seus batimentos cardíacos ou como saber quanto ar cabe em seus pulmões usando uma garrafa d’água e canudos.

Grandes cientistas do passado também aparecem na história. É o caso de Arquimedes, Leonardo da Vinci, René Descartes, Isaac Newton, entre outros, mostrando suas contribuições e sua importância para a ciência.

Mais experiências! Um vulcão de bicarbonato de sódio, um indicador de ácidos e bases usando um repolho roxo e até um bolo de chocolate! Ao final vem explicações sobre computadores e outros conceitos relacionados, talvez um pouco ultrapassados para os dias de hoje, mas ainda assim interessantes.

Manual do Espaço do Astronauta

O Manual do Espaço do Astronauta (2001) conta com 240 páginas e segue mesmo padrão: acompanha a jornada do filho do seu Astrogildo e da dona Natalina enquanto apresenta conceitos de astronomia em meio a experiências, jogos e brincadeiras, ainda que em menor quantidade que o anterior.

Explicações sobre o céu, a lua, o sol e uma breve introdução à corrida espacial acompanham instruções para montar um relógio de sol ou fazer seu próprio arco-íris no primeiro capítulo. No segundo o assunto é o Big Bang, passando por galáxias, buracos negros, os planejas do Sistema Solar e outros corpos celestes.

O capítulo de exploradores do céu fala sobre Ptolomeu, Copérnico, Keppler, Hubble e outras figuras importantes, além de incentivar a astronomia amadora e contar com páginas mostrando a posição de cada constelação no céu em todos os meses do ano. Em seguida a vida de astronauta é o tema: as partes de um foguete, como é a roupa de astronauta e como a comida é horrível (aparentemente eles não encontraram o restaurante no fim do universo). Ainda há espaço para falar da ida do homem à Lua, a NASA e o ônibus espacial.

Por fim é hora de falar sobre vida fora da Terra, os desenhos da Pioneer e uma lista de filmes e uma de livros preferidos do Astronauta, todos envolvendo o espaço é claro.

Engenharia, anatomia, ciências da natureza, história da ciência, tecnologia da informação, astronomia, tudo intercalado com brincadeiras, jogos, experiências, invenções e músicas, os Manuais são inspiradores e incentivam a criança a aprender fazendo. Ainda que voltado ao público infantil, certamente o leitor mais velho terminará a leitura com um sorriso no rosto.

Para saber mais:

Franjinha

Astronauta

Teaser trailer da série do Astronauta

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado. Obrigatório *