Facebook Twitter Instagram YouTube

Minha amiga samambaia! Tudo ouve, tudo vê! (V.1, N.7, P.3, 2018)

Tempo de leitura: 3 minutos
#acessibilidade Brotos de samambaia vistos bem de perto, as extremidades parecem bolinhas que olham para quem vê a foto.

Uma vez uma amiga zoóloga disse que as vezes esquecia que as plantas eram seres vivos. Que pareciam só parte da paisagem quando estava focada em contar a história dos animais. Como professora da disciplina EDVT (Evolução e Diversificação da Vida na Terra) da UFABC trabalho a origem da vida e, para isso, precisamos pensar no que é vida. Uma das percepções mais inatas do que é um ser vivo está relacionada ao movimento. Está se mexendo? É um ser vivo, vivo!

Embora as plantas também se movimentem, o fazem muito mais vagarosamente, o que faz com que nossa percepção seja de que não se mexem. Depois de virar mãe e observar as crianças crescendo, comecei a achar que as crianças percebem as plantas como paisagem e somos nós que as convencemos de que plantas são seres vivos: “Não pise na graminha coitadinha”, “Não arranque a folhinha da plantinha, faz dodói”. A empatia que as crianças apresentam com animais, tão imediata, não aparece sozinha em relação às plantas. Muitos adultos continuam enxergando plantas como ornamentos e só! Plantas em vasos são substituídas por outras e jogadas fora com muita facilidade. Ficam lá no lixo moribundas… nada disso é aceito em se tratando de animais. E ainda assim são ambos seres vivos!

Ah, o leitor pode estar pensando: “Não exagere! Plantas são diferentes! Não sentem como os animais!” E o meu propósito em escrever esse texto é a pergunta: será? Pesquisas recentes indicam que plantas são capazes de ouvir, cheirar, sentir e têm memória! Sem ouvidos, nariz, coração ou cérebro! E tem mais! Não só sentem, mas respondem a esses sentimentos e são capazes de comunicá-los a outras plantas! Hum, que tema complicado até para uma conversa! Faz ficarmos desconfortáveis, não? Obriga a abrir a mente para uma nova percepção de mundo!

Pesquisadores descobriram que plantas podem perceber o ambiente através de pequenas variações de campo elétrico e que apresentam por exemplo, sensores de pressão que fazem com que percebam quando estão sendo mastigadas! Os resultados são tão incríveis, que demonstram que as plantas não só sentem, mas ouvem as lagartas mastigando suas folhas. Os pesquisadores gravaram os sons das lagartinhas se alimentando e tocaram o som para plantas sem lagartas. As plantas sem lagartas ligaram seus sistemas de defesa, que são substâncias químicas que se concentram nas folhas para que sejam menos agradáveis às lagartas. Isso significa que ouviram as lagartas, mas como?! Não sabemos ainda! Isso significa que plantas sentem dor? Também não sabemos! Pelo menos se sentem dor como nós sentimos. E se sentirem? Isso mudaria seu modo de ver as plantas?

Alguns experimentos indicam que as plantas são capazes de se comunicar através da liberação de compostos no ar ou através do contato de suas raízes, ajudadas ou não por outros organismos, como fungos por exemplo. Uma planta pode avisar suas companheiras próximas sobre estar sendo devorada por lagartas e as companheiras podem ativar suas defesas químicas com vantagem, antes das lagartas chegarem. Ou, em uma situação de falta de água, pode dividir a água e nutrientes ou competir por eles, dependendo de quem estiver precisando… Plantas conseguem reconhecer plantas irmãs! Plantas também são capazes de lembrar de eventos por até um mês! Como? Onde fica armazenada a memória? Não sabemos!

Quanta coisa para pensar, não? Nossa percepção do mundo é muito antropocêntrica. Isso significa que entendemos os organismos como mais ou menos inteligentes, por exemplo, com base em nossa percepção dos ânimos que demonstram. Não é à toa que consideramos cães e gatos como animais inteligentes… os conhecemos bem! E de certo modo é confortável achar que alguns animais (e plantas) não sentem, especialmente medo e dor! Isso facilita lidarmos com nossas necessidades alimentares. Quanta informação inesperada sobre as plantas! Aposto que você não vai nunca mais olhar do mesmo jeito para aquela sua samambaia!

Fonte:

Fonte da imagem destacada: Internet.

Plants can see, hear, smell – and respond

Heil et al., 2009. Explaining evolution of plant communication by airborne signals

Karban et al., 2013. Kin recognition affects plant communication and defence

Para saber mais:

A inteligência das plantas revelada

Ciência afirma que plantas sentem quando são mastigadas

Outros divulgadores:

Vídeo A vida social secreta das plantas do canal Minuto da Terra no YouTube

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado. Obrigatório *