Indotermes maymensis

Família: Termitidae

Subfamília: Apicotermitinae


O cupim desta semana não é tão íntimo de nós brasileiros, até porque o bicho vive literalmente do outro lado do mundo, em um país do sudeste asiático chamado Mianmar. Os Indotermes maymensis carregam esse nome como referência à cidade onde foram descritos pela primeira vez: Maymyo, na região central do país. Essa cidade atrai muitos olhares de turistas, principalmente pelo maravilhoso jardim botânico Kandawgyi.

Apesar de não ser tão conhecido como outros países da região, como Tailândia e Bangladesh, Mianmar foi por muito tempo um importante centro de intercâmbio cultural e material da Ásia. Algumas rotas comerciais terrestres entre China e Índia passavam por Mianmar. Seus portos já receberam navios mercantes de toda a região adjacente, principalmente da Índia, que exerceu muita influência na cultura e religiosidade local.

Por volta dos séculos 13-14, o italiano Marco Polo visitou o país em questão, que até então era chamado de Reino Pagan, e se impressionou com o esplendor e riqueza de Mianmar. Depois da colonização (e exploração) inglesa, o país sofreu uma série de problemas. Restou aos atuais moradores de Mianmar uma cultura muito rica e monumentos deslumbrantes que mostram o quanto o Reino de Pagan fora poderoso séculos atrás.

Atualmente, sabemos muito pouco sobre a biologia dos I. maymensis e dos Indotermes como um todo. Sabemos principalmente um pouco sobre a morfologia deles, como que seus operários possuem 2 dentes marginais na mandíbula e uma mancha clara dorsal. Seus soldados utilizam como estratégia um tipo de  defesa mecânica, com mandíbulas em formato de pinça que, assim como nos operários, possuem dentes marginais – dá uma olhada na imagem aqui do lado. Eles são marrons, com a cabeça num tom mais escuro que o corpo, e cobertos com muitas cerdas.

Se você está ligado aqui no Wikitermes, e já viu outras postagens com outras espécies ou gêneros de Apicotermitinae, deve estar se perguntando: “como assim soldados”? Pois é, na região Neotropical, todas as espécies conhecidas desta subfamília não possuem a casta do soldado. Mas na África e Ásia, existem algumas espécies que possuem sim, e essa é a carinha de um deles! =)


Referências:

Aung-Thwin, M. A., Aung, H. M. & Steinberg, D. I. (2020). Myanmar. Encyclopedia Britannica, inc. https://www.britannica.com/place/Myanmar.   

Krishna, K. (1965). Termites (Isoptera) of Burma. American Museum Novitates 2210: 1-34.

Roonwal, M. L. & O. B. Chhotani (1989). The fauna of India and adjacent countries. Isoptera (termites). (Introduction and families Termopsidae, Hodotermitidae, Kalotermitidae, Rhinotermitidae, Stylotermitidae and Indotermitidae). Vol. 1. Calcutta: Zoological Survey of India.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *