Divinotermes

Família: Termitidae

Subfamília: Termitinae


O cupim dessa semana nos traz o gênero Divinotermes, pertencendo a família Termitidae descrito em 2011 por Carrijo & Cancello. O gênero desse cupim engloba três espécies: D. allognathus, D. digitatus e D. tuberculatus, e é evolutivamente próximo aos gêneros Cavitermes e Spinitermes. 

Apesar do nome, esse cupim é tão celestial quanto qualquer outro. Ele recebeu esse nome como uma homenagem ao Prof. Divino Brandão. Divino Brandão é um termitólogo brasileiro, que trabalhou na Universidade Federal de Goiás, se aposentou em 2009. Dentre outras contribuições para a termitologia, provavelmente o seu maior legado foi formar novos termitólogos. Divino participou diretamente da formação de pelo menos cinco pesquisadores que hoje estão espalhados pelo Brasil trabalhando ativamente com cupins, que estão empregados em universidades como UEG (GO), UNEMAT (MT), UFVJM (MG), UNIFESSPA (PA) e na UFABC (SP). Um desses, inclusive, foi quem descreveu este gênero e hoje coordena o Wikitermes =).

Agora falando do cupim, o gênero Divinotermes já foi encontrado no Cerrado brasileiro, nos estados de Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins e Piauí e também na Bolívia. Ele provavelmente se alimenta de matéria orgânica já bem decomposta (húmus). Divinotermes é um c   upim inquilino, ou seja, ele não constrói seus próprios ninhos, mas ocupa ninhos construídos por outras espécies de cupim, como aquelas dos gêneros Syntermes e Cornitermes.

O gênero Divinotermes foi proposto após uma revisão do gênero Spinitermes. Esta revisão levou os autores a propor a reclassificação da espécie Spinitermes allognathus, que foi realocada no novo gênero, e passou a ser chamada de Divinotermes allognathus. Além disso, duas novas espécies foram descritas e classificadas como pertencentes ao novo gênero, D. tuberculatus e D. digitatus.. O que levou os autores a separar essas espécies em um novo gênero foram algumas características que elas possuem, que são muito diferentes daquelas dos Spinitermes, como o formato da cabeça e mandíbulas dos soldados, enrolamento do tubo digestivo e uma válvula entérica.

preservadas?

 


Texto por: Gustavo Pires Matheus


Referências:

Carrijo, T. F., & Cancello, E. M. (2011). Divinotermes (Isoptera, Termitidae, Termitinae), a new genus from South America. Sociobiology, 58(3), 537-556.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *