Canibalismo, o serviço funerário nos cupins

Você já parou para pensar que cupins ficam doentes? E que por viverem em uma grande sociedade, uma doença infecciosa pode significar o fim de toda a colônia? É por isso que, diante de um companheiro de ninho infectado, os cupins desempenham alguns comportamentos que irão variar de acordo com o grau de infecção. Tudo isso para tentar conter essa infecção e não causar grandes prejuízos para a colônia. Mas como os cupins percebem um companheiro doente? E quais medidas eles tomam? Imagine como é a vida dentro de um cupinzeiro. É puro breu! Não há qualquer luz, e então …

Continue Reading

Cupinzeiros são refúgios para pequenos animais durante queimadas no Cerrado

Essas estruturas ajudam a manter a diversidade do Cerrado durante eventos de grande estresse para o ambiente Dois ou mais organismos possuem uma associação simbiótica quando a interação entre eles é de longo prazo e obrigatória. Essa interação pode ser benéfica para ambas as espécies envolvidas, ou não. Um tipo bem comum de simbiose ocorre entre nós, humanos, e vários microorganismos que vivem em nosso corpo!. Na natureza, existe uma infinidade de interações entre animais ou plantas com microrganismos, como bactérias e protistas por exemplo. Mas os cupins, como organismos sociais, possuem além de microrganismos simbiontes em seus intestinos, um outro tipo …

Continue Reading

Cupins: os guardiões das florestas

Cupins podem ser essenciais para sobrevivência das florestas tropicais durante mudanças climáticas Os cupins são extremamente importantes para a manutenção do equilíbrio de ecossistemas naturais, uma vez que atuam como decompositores e movimentam grandes quantidades de solo. Mas sempre foi muito difícil separar qual era o papel real dos cupins de outros organismos que também realizam funções parecidas (como microrganismos decompositores ou formigas). Porém, em um estudo publicado em janeiro deste ano (2019) na revista Science, os pesquisadores conseguiram quantificar isso através de um experimento muito bem elaborado (e também com uma pitada de sorte!). Os resultados do estudo mostraram o …

Continue Reading

Termitófilos: os infiltrados nas sociedades dos cupins

Conheça a história de pequenos besouros que conseguem quebrar a barreira de defesa de uma colônia de cupins, viver entre eles sem serem percebidos, e ainda utilizar os operários de cupins como motoboys para levarem suas larvas para fora do ninho e se desenvolverem!  sucesso dos insetos sociais é inegável e uma importante característica associada a esse triunfo é a refinada capacidade de organização desses indivíduos em uma colônia ou sociedade. As tarefas que devem ser realizadas por qualquer organismo individual para sobrevivência - procura de alimento, proteção e reprodução - é feita de forma cooperativa entre os integrantes dessas …

Continue Reading

Cidade dos Cupins

Outubro. Férias chegando, que alegria! Provas finais também chegando, que agonia! O que não foi feito durante o ano inteiro, tem que ser recompensado. E toca estudar, e estudar, e estudar…e fazer promessas para não ficar de recuperação. No meu tempo de estudante, quem passava direto saía de férias mais cedo. Isso significava uma semana a mais na fazenda, na roça, com todas as delícias: trote a cavalo, melancia na roça, leitinho espumante no curral — direto do peito da vaca para a caneca. E ainda andanças pelo mato, colhendo gabiroba, cajuzinho, maminha cadela, mangaba, jatobá e inúmeras outras gostosuras. …

Continue Reading

Estratégias reprodutivas em cupins: famílias tradicionais e famílias modernas

Colônias de cupins podem apresentar uma diversidade fascinante de formas de se reproduzirem. Veja alguns exemplos abaixo, e como os estudos nesse campo estão sendo realizados. Certo dia, pesquisadores japoneses abriram um ninho do cupim Reticulitermes speratus e encontraram o que viria a ser o maior harém já encontrado na natureza [1]. Um único rei estava na presença de 676 rainhas(!), obtendo o recorde que pertencia aos elefantes, em que um único macho chegou a viver com 250 fêmeas de uma só vez [2]. Essa extravagante forma de reprodução é completamente diferente da monogamia, em que apenas dois indivíduos interagem sexualmente entre …

Continue Reading

Cupins são baratas? A gente explica melhor…

Com base numa lista publicada pela Sociedade Norte Americana de Entomologia, de tempos em tempos circula a notícia de que os cupins, a partir do dia 15 de fevereiro de 2018, passaram a ser oficialmente baratas. O Wikitermes sentiu-se então na obrigação de esclarecer algumas questões. Para começo de conversa: sim, cupins são um tipo de barata. Mas na verdade isso não é nenhuma novidade, e não foi determinado de um dia para o outro, e também não é algo que uma pessoa, mesmo um especialista, ou uma sociedade de um país, pode determinar. Não é assim que o conhecimento científico é …

Continue Reading

Cupins e formigas podem aumentar produções agrícolas em até 36%

Então, que tal deixar os cupins e as formigas tomarem conta de suas plantações? Achou má ideia? Cupins e formigas são considerados pela maioria das pessoas como pragas. E isso fica claro quando digitamos seus nomes no Google, e vemos que os primeiros sites que aparecem estão sempre relacionados às diversas estratégias para remover esses “inimigos” de nossas casas. No entanto, os cientistas sabem há muito tempo que esses dois grupos de insetos realizam importantes funções nos ecossistemas naturais e são grandes provedores de serviços ecossistêmicos. Como eles são muito abundantes no solo, eles movem grandes quantidades de terra através de …

Continue Reading

Sobre comer madeira e a possibilidade disso aí virar uma refinaria de biocombustível

Você sabia que a capacidade dos cupins de comer madeira pode vir a ser utilizada para produzir combustível de uma forma mais sustentável? De acordo com o pesquisador Andreas Brune, do Instituto Max Planck, na Alemanha, os cupins tem o potencial de converter uma folha de papel A4 em dois litros de combustível. Isso mesmo! Se você colocar uma folha de sulfite na “mão” de uma colônia de cupins, isso pode virar um combustível para o seu carro rodar alguns quilômetros. Mas antes de pegar uma folha de papel sulfite, e colocar dentro de uma colônia de cupins achando que vai sair combustível, você …

Continue Reading

Cupins, de sobreviventes do Titanic, a verdadeiros Piratas do Caribe

Representantes de uma família de cupins chamada Termitidae estão hoje distribuídos por todas as regiões tropicais do mundo. Essa família é quase equivalente às famílias Silva, Pereira e Santos, juntas aqui no Brasil! São super comuns. Mas, acontece que essa família provavelmente surgiu na África, por volta de 54 milhões de anos atrás, e nesse tempo os continentes já estavam separados, mais ou menos, como conhecemos hoje. Então, como é que esses cupins conseguiram se espalhar em vários locais do planeta? Há 30 milhões de anos, alguns cupins “viajaram” por todo o oceano Atlântico, saindo da África até chegar na costa do …

Continue Reading