|Podcast| Precisamos falar sobre violência obstétrica (V.2, N.8, P.6, 2019)

Tempo estimado de leitura: 3 minuto(s)

 

Nesse episódio do podcast UFABC Divulga Ciência recebemos a professora Dra. Luciana Palharini para uma conversa sobre violência obstétrica. Descubra como as agressões podem acontecer não só durante o parto, mas também antes e depois dele, quais métodos usados pelos médicos são considerados inadequados de acordo com pesquisas modernas e muito mais!

Ouça através do player abaixo ou pelo Spotify:

Castbox | Google Podcast | iTunes | Spotify 

========

Como denunciar:

  • É possível realizar a denúncia junto ao próprio hospital do ocorrido.
  • Central de Atendimento à Mulher: através do telefone 180
  • Disque Saúde: através do telefone 186
  • Ministério Público Federal: através do site <http://www.mpf.mp.br/servicos/sac>
  • Defensoria Pública da sua cidade

É importante lembrar que a denúncia pode ser feita em todos esses canais mesmo se a consulta for particular.

Saiba mais:

Violência obstétrica: o que é, tipos e leis. Minha Vida. <https://www.minhavida.com.br/familia/tudo-sobre/34875-violencia-obstetrica>

PALHARINI, Luciana Aparecida. Autonomia para quem? O discurso médico hegemônico sobre a violencia obstétrica no Brasil. Cad. Pagu [online]. 2017, n.49, e174907.  Epub Dec 07, 2017. ISSN 1809-4449. <http://dx.doi.org/10.1590/18094449201700490007>

Artigos, notícias e referências citadas no episódio:

Ministério diz que termo “violência obstétrica” é “inadequado” e deixará de ser usado pelo governo (07/05/19): <https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2019/05/07/ministerio-diz-que-termo-violencia-obstetrica-tem-conotacao-inadequada-e-deixara-de-ser-usado-pelo-governo.ghtml>

Ministério da Saúde reconhece legitimidade do termo “violência obstétrica” (10/06/2019): <https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2019/06/10/ministerio-da-saude-reconhece-legitimidade-do-uso-do-termo-violencia-obstetrica.ghtml>

Brasil é o segundo país com maior taxa de cesáreas do mundo (12/10/18): <https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2018/10/brasil-e-o-segundo-pais-com-maior-taxa-de-cesareas-do-mundo.shtml>

Violência obstétrica atinge 1 em cada 4 gestantes no Brasil, diz pesquisa (28/01/18): <https://www.ufrgs.br/humanista/2018/01/28/violencia-obstetrica-atinge-1-em-cada-4-gestantes-no-brasil-diz-pesquisa/>

Recomendações de filmes, documentários e palestras:

O Renascimento do Parto (2013). Disponível na Netflix.

Violência Obstétrica: A Voz das Brasileiras (2012). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=RMfAvgfqd9g>

Sobre a violência obstétrica: Ligia Sena no TEDx Floripa 2013. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=YZ93QpCJzAc>

Related Post

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *