Descubra o melhor lugar para colocar comida no micro-ondas (V.2, N.7, P.2, 2019)

Tempo estimado de leitura: 8 minuto(s)

Divulgador da ciência: Pedro Silva

Bacharel em física e em ciência e tecnologia pela Universidade Federal do ABC. Bolsista de extensão do blog UFABC Divulga Ciência.

O forno de micro-ondas, esse grande amigo de quem não tem muito tempo para cozinhar, é um aparelho mais interessante do que parece. Até sua história começa de forma curiosa.

Certo dia um engenheiro americano chamado Percy Spencer passou perto de um de seus experimentos com radares e sentiu algo esquisito: uma barra de chocolate que carregava no seu bolso havia derretido rapidamente. Então ele percebeu que estava perto demais de um equipamento que produzia micro-ondas e foi daí que veio a ideia de usar algo parecido para esquentar alimentos.

Em 1945 o primeiro forno de micro-ondas era uma baita máquina com mais de 300 kg e mais alto que uma pessoa, porém hoje é um aparelho que está na cozinha de quase todo mundo e nem temos ideia do que ocorre para que ele funcione.

É seguro ficar perto do forno quando ele está funcionando?

O que um forno de micro-ondas faz é produzir uma radiação no formato de ondas no tamanho de micro-ondas. Não se deixe levar pelo nome, de “micro” as micro-ondas não têm nada, elas são até bem grandinhas se comparadas a outros tipos de radiação, como a luz que enxergamos, por exemplo.

Essa radiação em micro-ondas pode fazer mal, sim, mas não precisa se preocupar. O forno foi fabricado como uma proteção completa impedindo que ela escape. Por isso só pode ser ligado quando fechamos a portinha, assim temos certeza que tudo que é perigoso só acontece lá dentro na hora do funcionamento. E a radiação só fica lá quando o aparelho está ligado, depois disso dá para abrir o forno e mexer dentro dele sem problemas. Ah, e muito importante: a comida não fica com radiação, as ondas só vão passar, esquentar o alimento e depois vão embora. Pode comer sem medo! Você pode imaginar o mesmo funcionamento assim: depois que você apaga a lâmpada, o quarto continua com luz? Não, ela vai embora.

Por falar na portinha, olhe para ela bem de perto. Consegue ver uma rede colada no vidro? Essa é uma proteção que nos permite ver o que está lá dentro. Lembra que eu disse que as micro-ondas são grandes? Por isso elas não conseguem passar por aqueles buraquinhos, então estamos bem seguros na frente do aparelho.

Pode olhar de perto que você vai ver essa grade na porta. Fonte: Autor

Porém existe um risco apenas se o forno estiver vazando. E existe um jeito muito simples de descobrir se ele está ou não com algum vazamento. Você pode colocar um celular no forno de micro-ondas, fechar a portinha e depois usar outro celular para tentar fazer uma ligação para aquele que está lá dentro. Lembre-se de fazer tudo isso com o micro-ondas desligado(pode estar até fora da tomada)! Se o celular tocar significa que existe um sinal passando pela proteção, e como esse sinal é bem parecido com as micro-ondas, se ele consegue passar as micro-ondas também passam. Ou seja, o forno está vazando e isso sim é perigoso! Se você fizer esse teste e perceber que há vazamento é melhor trocar o forno o mais rápido possível.

Mas, se não tiver vazamento, então está tudo tranquilo para usar!

Qual o melhor lugar para colocar a comida?

Dentro de um forno de micro-ondas ligado as ondas de radiação ficam batendo de um lado para o outro, já que não podem sair. Elas ficam balançando como uma corda e, quando batem umas nas outras, acontece algo bem curioso: se uma parte alta (o morrinho na corda) de uma onda encontra a parte alta de outra então as duas se juntam em uma nova onda que balança com um morrinho mais alto ainda. O mesmo acontece com as duas partes mais baixas, que se juntam para formar uma mais baixa ainda. E se a parte mais alta de uma onda encontra a parte mais baixa de outra, elas se cancelam e a onda não balança naquele pedaço. Nesses pedaços, se a onda não balança, ela não consegue esquentar a comida. E existem vários pedaços como esse dentro do forno.

 

Mas espera aí, alguma vez você já sentiu que algumas partes da sua comida estavam frias e outras quentes depois de tirar do micro-ondas? Provavelmente não. É porque a comida não fica parada lá dentro do forno, ela gira! É por isso que o pratinho que tem lá dentro fica rodando, para que a comida passe por vários pedaços diferentes do forno.

Podemos testar isso em casa usando apenas torradas e manteiga. E eu fiz isso. Cobri duas torradas com manteiga e levei ao micro-ondas por 10 segundos, deixando o pratinho girar como fazemos normalmente. Como esperado, a manteiga derreteu completamente.

Torradas aquecidas com o pratinho girando. Fonte: Autor

Depois testei se há mesmo pontos onde não esquenta. Tirei o pratinho para que as torradas com manteiga ficassem paradas, liguei por 10 segundos e veja só o resultado na imagem abaixo. Esses pontos onde a manteiga não derreteu são exatamente os lugares onde as ondas se cancelam dentro do forno. Repare como praticamente se formou um desenho de onda:

Torradas aquecidas sem girar. Fonte: Autor

Só que isso tudo não parece tão eficiente, né? Porque a comida só vai ficar girando ali, então, que tal… fazer ela andar mais por dentro do forno? Para fazer isso basta colocar o alimento longe do centro, mas ainda dentro do pratinho. Assim, ao invés de ficar só girando no meio, a comida vai dar uma volta como se estivesse em um carrossel! E se ela estava em uma parte onde as ondas não esquentavam, pode ter certeza que durante todo esse movimento ela vai passar em outra onde esquenta. Desse jeito fica tudo aquecido por igual e muito mais rápido, então quem sabe dá pra economizar um pouco de energia com esse método.

Portanto, o melhor lugar para colocar é na beirada do pratinho, fazendo a comida andar de carrossel!

Por que não podemos ligá-lo quando tem metais dentro?

As micro-ondas esquentam a comida porque mexem com as moléculas de água que existem dentro dela, passando energia e deixando todas bem agitadas, o que aumenta sua temperatura. Mas os metais não possuem água, então quando as micro-ondas passam elas acabam agitando mais do que deveriam. Como metais são bons condutores (por isso são usados para fazer fios de energia) eles deixam a energia que as micro-ondas deram passar por eles rapidinho, e essa energia pode sair na forma de faíscas e isso, além de ser perigoso para qualquer pessoa perto, vai estragar o forno. Então, se você não quiser uma chuva de faíscas queimando tudo dentro do seu aparelho, jamais coloque coisas de metal como garfos, colheres e fôrmas de bolo.

Por isso é recomendado usar somente potes feitos de materiais que não possuem água, mas que também não são bons condutores, como plástico, vidro ou cerâmica!

Tem mais alguma curiosidade? Basta perguntar nos comentários que vamos responder todas!

Essa postagem inicia a nossa série Ciência em Casa. Quer saber como funciona alguma outra coisa que usamos no dia a dia dentro de casa? Mande sua sugestão!

Related Post

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Léo disse:

    Olá, muito bom o post! Eu tenho duas dúvidas: qual a característica da microonda que faz com que ela possa esquentar as coisas? Já que outras ondas de comprimento semelhante, como as ondas usadas por celulares, não causam esse efeito. E a outra dúvida é: que perigo elas podem trazer para pessoas e por quê? Já que as ondas que normalmente podem trazer danos, como o raio-x, possuem comprimento menor do que a luz visível

    • Blog UFABC Divulga Ciência disse:

      Olá, obrigado pelo comentário!
      O que faz as micro-ondas aquecerem a comida é, principalmente, uma característica chamada frequência, que é o quão rápido a onda sobe e desce. Uma frequência alta é ficar balançando a corda bem rápido, por exemplo. As moléculas de água são como ímãs, têm um lado positivo e outro negativo. Quando a micro-onda está com a onda subindo, a molécula aponta um dos lados pra ela, quando a onda está descendo, a molécula aponta o outro lado. E fica esse movimento dependendo da frequência da onda que atingiu as moléculas. Como a frequência do micro-ondas é bem alta, as moléculas ficam girando de um lado para o outro mais de dois bilhões de vezes por segundo (!!!), e esse movimento faz elas se aquecerem.
      É justamente as micro-ondas que fazem isso porque a frequência delas bate certinho com a que é preciso para as moléculas de água girarem, e não as moléculas de vidro, por exemplo (por isso o vidro do copo não esquenta). Se formos expostos, as micro-ondas vão fazer o mesmo: aquecer a água do nosso corpo e isso pode causar queimaduras.
      O perigo dos raios-x é que a onda deles é muito pequena (um bilhão de vezes menor que as micro-ondas), e eles têm muito mais energia. Se ficarmos expostos por muito tempo, os raios-x atravessam o corpo destruindo tudo pelo caminho, até o nosso DNA. Felizmente, nos exames médicos a quantidade usada é muito baixa e a exposição é bem rápida, é igual um flash de foto, então não tem perigo.

      Qualquer outra dúvida é só perguntar!

      – Pedro Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *