Educação Patrimonial é da nossa conta: projeto da UFABC auxilia na reestruturação da Pinacoteca de São Bernardo do Campo


Foto Pinacoteca de São Bernardo do CampoA Universidade Federal do ABC possui destaque entre as instituições de ensino superior do país por propor a formação interdisciplinar de seu aluno, detalhada em seu Projeto Político Pedagógico.  A ProEC, por sua vez, tem o prazer de apoiar ações que ressaltam, na prática, o diferencial de mobilizar diversos saberes para efetivar inovações nas mais diversas áreas. Com a Cultura não seria diferente.

Por meio do Programa de Apoio às Ações de Cultura (PAAC), docentes e discentes estão atuando na Reestruturação do Acervo da Pinacoteca de São Bernardo do Campo. Tal ação, por sua vez, está inserida num projeto maior subsidiado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, por meio do Edital PROAC, proposto por Caroline Silvério em parceria com Thomaz Pacheco, à época, curador do espaço museológico.

A atuação da Federal prescindiu da coordenação da professora Silvia Helena Passarelli, com atuação já reconhecida em Patrimônio e Memória, que viu na proposta a possibilidade de multiplicar-se para os demais museus da região gestão semelhante. Assim, foram as possibilidades de desdobramento desse projeto para outras esferas o principal critério de seleção dos bolsistas, ou seja, na entrevista os alunos descreviam o motivo pelo qual queriam fazer parte do grupo de trabalho da Pina de SBC: aqueles que viam possibilidades de relacionar esse trabalho com alguma pesquisa da universidade ganharam espaço. Hoje já tem aluno de Neurociência fazendo projeto paralelo para pesquisar como e porquê uma mesma obra causa sinapses diferentes em cada indivíduo; isso significa que o projeto já ganhou ramificações para além da Reestruturação do Museu: alunos dos cursos de Planejamento Territorial estão usando a Pina como objeto de pesquisa dentro da Universidade. Esse saber fazer próprio do Projeto Pedagógico inovador da Universidade vai ao encontro do saber que cuida dos museus, a museologia, que pressupõe a interdisciplinaridade, a gestão colaborativa e a participação social.

Foto Pinacoteca de São Bernardo do Campo 2Além dos bolsistas e voluntários vinculados a UFABC, o projeto saltou aos olhos da sociedade civil, e juntou à equipe conhecimentos especializados, profissionalizando o projeto. O projeto conta com trabalho voluntário de arquiteta, artista plástica, estudante de jornalismo e aluna do programa de pós em Ensino de Ciências e Matemática da UNIFESP e, finalmente, com a participação fundamental da museóloga Denise Yonamine, prestando consultoria na produção dos documentos que embasam as ações.  Isso sem falar do engajamento de funcionários da Pinacoteca, que abriga uma Biblioteca de Arte, com quadro funcional qualificado em Biblioteconomia, na figura de Luana Severiano.

O objetivo central desse projeto é, portanto, abrir as portas da Pinacoteca para uma atuação muito mais efetiva junto à comunidade. O papel da Universidade nesse trabalho está relacionado com a formação de indivíduos mais críticos e conscientes para o exercício da cidadania, em outras palavras, o papel da Universidade relaciona-se com a Educação Patrimonial. A expectativa é que, ao final desse trabalho, o Acervo esteja à disposição de discentes e docentes, transmutando a Pinacoteca em qualificado Espaço de Educação Não Formal, ao abrigar pesquisas, mediações, formações e estágios.

Confira matéria a respeito do projeto divulgada no Jornal O METRO.

Apoio:

logos apoio pinasbc proec proac

Texto: Equipe do projeto de cultura Reestruturação do Acervo da Pinacoteca de São Bernardo do Campo.