Facebook Twitter Instagram YouTube

Quem foi Emmy Noether? (V.2, N.9, P.5, 2019)

Tempo de leitura: 4 minutos
#acessibilidade Retrato em preto e branco de Emmy Noether, com os cabelos escuros penteados para trás, pele clara, gravata borboleta escura, camisa listrada, cinto e saia longa. Sua mão direita está apoiada em uma cadeira.

Texto escrito em colaboração com Laiz G. Chagas e Thariny Oliveira

Você já parou pra pensar nos motivos que levam as pessoas acreditarem que mulheres não são boas cientistas? Esta e outras ideias, embora sejam bastante difundidas, não possuem fundamento científico. E pra te dar uma amostra disso, hoje vamos te apresentar Emmy Noether, uma das pessoas mais notáveis da história da matemática.

Amalie Emmy Noether nasceu em 1882, filha de matemático – ao que tudo indica, seu interesse surge daí – era uma pessoa autodidata, inteligente e desde jovem demonstrou interesse pela matemática. Naquela época as mulheres jovens e de famílias tradicionais recebiam educação doméstica e podiam apenas lecionar línguas. Assim, aos 18 anos, Emmy se formou em inglês e francês em escolas femininas.

Seu primeiro grande ato de coragem, entretanto, foi aos 18 anos, quando começou a frequentar as aulas de matemática, que naquela época eram exclusivamente masculinas, na Universidade de Erlangen, onde seu irmão estudava e seu pai lecionava.

Emmy era uma matemática extremamente talentosa, seu trabalho mais famoso foi a demonstração e aplicação do teorema que levaria seu nome. O Teorema de Noether tem papel central nos estudos de mecânica.

Você já ouviu o ditado que “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”? Essa frase foi dita pelo químico francês Antoine Lavoisier, ela é muito famosa, pois mostra uma característica muito importante da natureza que é a conservação da massa, ou seja, a massa total do universo é uma coisa que nunca muda, se somarmos toda a massa do universo hoje daria o mesmo valor que se somarmos amanhã e daqui a 1 milhão de anos. A massa das coisas não pode sumir nem surgir do nada.

Existem certos sistemas físicos em que certas grandezas (ex.: massa, energia, carga) não se alteram conforme o tempo passa. Quando isso acontece dizemos que essa grandeza é conservada no sistema.

Bom e qual a relação disso com a Emmy, a personagem deste texto? O trabalho dela foi muito importante para entender todos esses sistemas em que alguma grandeza física se conserva. Ela formulou uma ideia que explicava porque uma certa grandeza se conservava em um certo sistema físico!

Infelizmente para entendermos melhor o que o trabalho de Emmy diz precisaríamos estudar coisas um pouco mais complexas, mas saiba que este teorema é muito importante para o desenvolvimento de muitas áreas avançadas da física, como a física de partículas e a física quântica moderna.

A vida de Noether foi marcada por dificuldades. Devido à profissão que escolheu, ela era uma das duas mulheres que estudavam na universidade de Erlangen, onde, por muitas vezes eram apenas ouvintes, pois a lei não permitia que mulheres fizessem universidade. Neste local, ela chegou a lecionar por 7 anos sem receber salário e apenas por ter a influência de seu pai a seu favor. Porém, após uma alteração na legislação Emmy pode obter o título de doutora em 1907.

Além de ser mulher em um ambiente machista, Emmy era judia e alemã, por esse motivo, durante o nazismo foi obrigada a abandonar a Alemanha. Como nesta época já era reconhecida por seus feitos na matemática, obteve ofertas para morar na Rússia e prosseguir com seus estudos, porém optou por ir aos Estados Unidos, onde viveu até 14 de abril de 1935.

Um fato importante na carreira de Emmy Noether era a admiração que ela tinha do famoso físico Albert Einstein e vice-versa; ele escreveu um famoso obituário para ela no ano de 1935, nele ele dizia que “Noether foi a gênia matemática criativa mais significativa até agora produzida desde o início da educação superior das mulheres”.

Ricardo Boechat dizia que pessoas covardes não mudam o mundo. Emmy Noether, com certeza, foi uma das pessoas corajosas que estavam a frente de seu tempo e mudaram a forma como olhamos para o mundo.

Provavelmente Emmy não imaginaria o tamanho do alcance de suas contribuições nos campos da álgebra abstrata e física teórica, além de tornar-se um exemplo de superação até os dias atuais num ambiente já tão restrito como o acadêmico-científico.

Sua história nos encoraja a desmistificar certos pensamentos antigos e nos inspira a enxergar o valor da dedicação e do trabalho árduo em meio a anos de dificuldades e desigualdades. A vida na ciência é feita de altos e baixos, mas deve ser algo difundido e igualmente acessível a todos. Assim, caminhamos para novas construções face às adversidades e, quem sabe, rumo ao reconhecimento de outras “Emmys” que estão por aí.

Fontes:

Fonte da imagem destacada: Emmy Noether (1882-1935) [Public domain], via Wikimedia Commons

Biografia de Albert Einstein. Acesso em: 18/03/2019

In her short life, mathematician Emmy Noether changed the face of physics. Acesso em: 17/03/2019

Emmy Noether, “pai” da álgebra moderna. Acesso em: 18/03/2019

Podcast Fronteiras da Ciência – Ammy Noether, temporada 9, ep.38. Acesso em: 20/03/2019

Para saber mais: 

DICK, Auguste; WEYL, Hermann. Emmy Noether, 1882-1935. Basel: Birkhäuser, 1981.

CAVALARI, Mariana Feiteiro. História, mulheres e educação matemática. Encontro Nacional de Educação Matemática, v. 10, 2010.

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado. Obrigatório *