Facebook Twitter Instagram YouTube

Ciência POP #12 (V.3, N.6, P.2, 2020)

Tempo de leitura: 4 minutos
#acessibilidade Dois bonecos, um vermelho e um azul, abraçados à palavra “No” (“não” em inglês) em cima de uma mesa. Ao fundo há tábuas coloridas, os bonecos possivelmente são feitos de biscuit, com pés grandes, mãos grandes com quatro dedos e olhos e sorrisos pintados de preto em seus rostos. As letras “N” e “O” parecem ser mantidas de pé pelos bonecos.

Continuando nossa série de posts onde listamos semanalmente cinco filmes, séries, animações ou outras obras que tenham cientistas como seus personagens principais ou que tenham como tema principal a ciência, bem-vindo(a) ao Ciência POP #12! Nesta edição: negacionismo. Qualquer semelhança entre os filmes e o momento atual pode não ser mera coincidência.

Este texto não contém spoilers

O vento será tua herança / Inherit the Wind (1960) – 2 horas e 8 minutos

O filme O vento será tua herança é baseado em uma peça teatral de mesmo nome que conta a história do que ficou conhecido como “Scopes Monkey Trial” (“Julgamento do Macaco“). Na década de 20 um professor de Ensino Médio chamado Bertram T. Cates (que na vida real se chamava John T. Scopes), interpretado por Dick York, foi acusado de desrespeitar uma lei estadual que proibia o ensino do Darwinismo nas escolas públicas. O julgamento atraiu dois grandes advogados: Matthew Harrison Brady (na verdade William Jennings Bryan), homem que por três vezes havia concorrido a presidente dos Estados Unidos aqui interpretado por Fredric March, ao lado da comunidade fervorosamente religiosa da cidade, e Henry Drummond (na verdade Clarence Darrow), interpretado por Spencer Tracy, ao lado do acusado. O caso foi transmitido via rádio e ao longo dos anos ganhou várias adaptações para teatro e cinema, dentre elas o filme de 1960 que concorreu a quatro Oscars e um remake em 1999.

Obrigado por fumar / Thank you for smoking (2006) – 1 hora e 32 minutos

Sátira da indústria do tabaco inspirada em um livro de mesmo nome, Obrigado por fumar conta a história do lobista Nick Naylor, interpretado por Aaron Eckhart, que trabalha defendendo os interesses de grandes empresas tabagistas. Sempre tentando confundir a opinião pública em um “debate” sobre o cigarro causar ou não câncer, Nick tenta ainda usar a indústria cinematográfica para melhorar a imagem do produto, mas seu trabalho afeta a relação com seu filho e esse pode não ser seu único problema. Obrigado por fumar está disponível no Telecineplay e na Apple TV.

Mercadores da dúvida / Merchants of Doubt (2014) – 1 hora e 33 minutos

Documentário inspirado no livro de mesmo nome escrito por Naomi Oreskes and Erik M. Conway. Mercadores da dúvida mostra as principais táticas de relações públicas criadas pela indústria do tabaco para proteger seu lucro (hoje usadas principalmente pela indústria do petróleo), como pagar “especialistas” para lançar dúvidas sobre pesquisas sérias fingindo que há um debate científico quando na verdade trata-se apenas de propaganda. Como diz a professora Oreskes: “É tudo pela distração, pela confusão. E evitar que olhem para onde tudo está acontecendo que é na ciência”. O filme conta com entrevistas com lobistas dessas indústrias, cientistas de verdade e políticos, além de comentários de um mágico profissional falando como ele usa truques para enganar pessoas. Ele está disponível no Google Play e YouTube.

Negação / Denial (2016) – 1 hora e 50 minutos

Drama histórico baseado em uma obra da escritora e historiadora Deborah Lipstadt, interpretada no filme pela atriz Rachel Weisz. Na década de 90 o negacionista David Irving, interpretado por Timothy Spall, processou Lipstadt e sua editora por causa de afirmações em seu livro, assim ela e sua equipe de advogados tiveram que provar em um tribunal que o Holocausto realmente existiu. Ao fim do julgamento o juiz considerou que Irving manipulava persistente e deliberadamente evidência histórica por suas próprias razões ideológicas, distocia o papel de Hitler no Holocausto para não apenas minimizar sua participação, como para livrá-lo de qualquer culpa, era um negador do Holocausto, antissemita, racista e tinha associação com grupos de extrema-direita que promoviam neo-nazismo. Tudo isso você pode ver em Negação, que está disponível na Netflix, Google Play e YouTube. Não veja os comentários do trailer.

A Terra é plana / Behind the Curve (2018) – 1 hora e 35 minutos

Documentário original Netflix que acompanha terra-planistas famosos nos Estados Unidos em seu dia a dia, seus encontros e convenções, seus experimentos tentando provar que a Terra é plana e suas razões para se juntarem à comunidade terra-planista (que aparentemente tem membros ao redor de todo o globo). Ao longo do documentário cientistas comentam suas opiniões sobre o terra-planismo e sobre como lidar com o público que acredita nesta e em outras teorias da conspiração absurdas.

A diferença entre um cético e um negacionista é clara: um cético mudará sua opinião se for confrontado com evidências, enquanto um negacionista ignorará tudo que for contra seu dogma. Ao mesmo tempo que não existe pseudociência ou teoria da conspiração inofensiva, ridicularizar essas pessoas pode não ser a melhor resposta (eu tentei não fazer isso no texto), até porque todos devem ter seus “terra-planismos” em que acreditam com toda a força e deboche nunca convenceu ninguém. Ignorar também não deu resultado, esses movimentos só crescem e é por isso que temos que falar sobre ciência e divulgá-la.

E você, conhece algum que não está nesta lista? Indica pra gente nos comentários!

Fontes:

Fonte da imagem destacada: Imagem de Alexas_Fotos por Pixabay

Para saber mais:

Blog O que você faria se soubesse o que eu sei

Você não pode convencer um terraplanista e isso deveria te preocupar

Vídeo Por Que Duvidam Tanto da Ciência? da série Fora da Caixa do Canal do Schwarza no YouTube

Compartilhe:

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado. Obrigatório *