Divinotermes

Família: Termitidae Subfamília: Termitinae O cupim dessa semana nos traz o gênero Divinotermes, pertencendo a família Termitidae descrito em 2011 por Carrijo & Cancello. O gênero desse cupim engloba três espécies: D. allognathus, D. digitatus e D. tuberculatus, e é evolutivamente próximo aos gêneros Cavitermes e Spinitermes.  Apesar do nome, esse cupim é tão celestial quanto qualquer outro. Ele recebeu esse nome como uma homenagem ao Prof. Divino Brandão. Divino Brandão é um termitólogo brasileiro, que trabalhou na Universidade Federal de Goiás, se aposentou em 2009. Dentre outras contribuições para a termitologia, provavelmente o seu maior legado foi formar novos …

Continue Reading

Rotunditermes bragantinus

Cupim da Semana! Família: Termitidae Subfamília: Nasutitermitinae O cupim da semana traz para vocês a espécie Rotunditermes bragantinus, que recebe seu segundo nome (epíteto específico) por ter sido encontrada inicialmente na microrregião bragantina, no nordeste Paraense. Mas R. bragantinus está distribuída em praticamente toda a região Amazônica, incluindo outros estados do Brasil, e também Equador e Peru. Eles se alimentam predominantemente de madeira, assim como a única outra espécie conhecida do gênero, Rotunditermes rotundiceps. Essa espécie constrói ninhos epígeos, isto é, ninhos que ficam acima do solo (mas podem ter uma parte subterrânea). Além de epígeos, os ninhos deles são cartonados, pois …

Continue Reading

Eucryptotermes hagenii

Cupim da semana! Família: Kalotermitidae O quadro cupim da semana apresenta o Eucryptotermes hagenii! Assim como a maioria das espécies da família Kalotermitidae, são considerados cupins de madeira seca, e seus ninhos são galerias dentro de troncos, ou pedaços de madeira, que servem tanto como abrigo quanto alimento para colônia. Essa espécie é nativa da América do Sul, e ocorre principalmente em ambientes naturais, mas há relatos dela em regiões urbanas, como em Curitiba e Blumenau, fazendo alguns pequenos estragos. Então, sim, aquele armário que você tanto gosta também pode servir como ninho para eles – porém nada comparado com …

Continue Reading

Rhinotermes marginalis

Família: Rhinotermitidae Esta semana trazemos à vocês um cupim que é quase um Pablo Picasso, mas digamos que suas “pinceladas” são um pouco mais violentas. Apresentamos: Rhinotermes marginalis, uma espécie descrita em 1758, por ninguém mais, ninguém menos que Lineu (não, não é o Lineu da grande família), o sueco que inventou esse jeito científico de nomear as espécies, que chamamos de “nomenclatura binomial”. Já percebeu que todas as espécies possuem duas palavras em seus nomes científicos? Não diferente disso, nosso cupim da semana carrega o nome do gênero ao qual ele pertence (“Rhinotermes”), e a segunda palavra (“marginalis”), é …

Continue Reading

Constrictotermes electroconstrictus

Família: Termitidae Subfamília: Nasutitermitinae O cupim desta semana é o Constrictotermes electroconstrictus, uma espécie fóssil descrita pelo termitólogo Kumar Krishna em 1996. Ele pertence a subfamília Nasutitermitinae, famosa por seus nasos compridos. Ele é a única espécie fóssil de Constrictotermes já descrita, e hoje vamos saber mais sobre este cupim eletrizante! Ao contrário do que o nome sugere, esse cupim não solta raios nem dá choques. O prefixo electro- vem da palavra grega eléktron, que significa âmbar. A palavra “eletricidade” e seus derivados também derivam desta palavra. Por quê? Milênios atrás, Tales de Mileto observou que ao esfregar um bastão …

Continue Reading

Velocitermes heteropterus

Família: Termitidae Subfamília: Nasutitermitinae O cupim desta semana chegou rápido: é o Velocitermes heteropterus! O nome dele quer dizer algo como “cupim veloz de asas diferentes (um paradoxo, considerando que cupins são Isoptera, que quer dizer “asas iguais”). O nome do gênero é devido às pernas longas e finas dos soldados, que dão a eles bastante agilidade (para um cupim, é claro!), ou seja, são os Usain Bolt dos cupins. Essa é uma espécie neotropical, que pode ser encontrada no Brasil e em outros países da américa do sul, como Paraguai e Argentina. Seus soldados, assim como todas as espécies …

Continue Reading

Syntermes dirus

Família: Termitidae Subfamília: Syntermitinae Se você acha que a cidade de São Paulo é grande demais pra você, é porque não conheceu as inúmeras estruturas que os cupins dessa semana construíram no nordeste brasileiro. Trazemos à vocês a espécie Syntermes dirus, os cupins arquitetos com mania de grandeza, que construíram montículos de terra que chegam aos 20 metros de largura e 3 metros de altura, mas calma que não para por aí.  Um estudo estimou que são cerca de 200 milhões dessas estruturas (chamadas de murundus na região, ou montículos), que cobrem uma área de 230.000 km² do nosso país …

Continue Reading

Mastotermes darwiniensis

Família: Mastotermitidae O cupim da semana traz Mastotermes darwiniensis, uma espécie solitária (apesar de social! ;-)). Essa é a única espécie viva do seu gênero, que por sua vez é o único gênero da sua família, Mastotermitidae. Todas as outras espécies conhecidas desta família (incluindo do gênero Mastotermes) são fósseis, isto é, estão extintas.  Mastotermes darwiniensis é famoso por fazer parte da linhagem que primeiro se separou dos demais cupins, desde o ancestral comum de todos os  cupins. Ele possui tanto características em comum com as baratas Cryptocercus (a barata mais aparentada dos cupins), quanto com as demais espécies de …

Continue Reading

Amitermes meridionalis

Família: Termitidae Subfamília: Termitinae Os ninhos dos cupins estão entre as construções mais fascinantes e únicas do reino animal. Em alguns casos podem até ser usados como forma de identificar e diferenciar a espécie que a constrói. Não se engane, os ninhos dos cupins não são meras vaidades, mas sim adaptações complexas para a sobrevivência. Esse é caso do cupim da semana, o Amitermes meridionalis ou, como é conhecido popularmente, o cupim magnético ou cupim bússola! São cupins endêmicos da Austrália, mais especificamente da região norte do país. Seus ninhos podem chegar a 4 metros de altura e 3 metros …

Continue Reading

Acangaobitermes

Família: Termitidae Subfamília: Syntermitinae O Cupim dessa Semana traz para vocês o gênero Acangaobitermes, descrito em 2011. Nesse gênero há somente uma espécie descrita, cujo nome é Acangaobitermes krishnai, uma homenagem ao termitólogo, Kumar Krishna – você se lembra da nossa publicação no dia nacional da ciência, sobre o termitólogo Renato Araújo?! Pois é, olha ele com o Krishna na foto ao lado. Os Acangaobitermes são conhecidos apenas do Brasil, e todas as amostras já coletadas foram de bichos que estavam no solo, ou como inquilinos intrusos nos ninhos de outras espécies. Pelo que tudo indica, costumam viver em regiões …

Continue Reading